Conexão Lia Nagel

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Look: Gorros

A estação fria traz um desfile de vários acessórios, e um deles está sendo os gorros (chapéu de lã).
Vamos a alguns sugestões para você arrasar no Outono/Inverno!!!
Alguns looks bem fashion para se usar com gorro:


















Fonte: Google

sexta-feira, 20 de abril de 2018

The Chainsmokers, Drew Love - Somebody

terça-feira, 17 de abril de 2018

Steve Angello & Sam Martin - "Nothing Scares Me Anymore"

The Great: "The Boss" Steve Angello








segunda-feira, 16 de abril de 2018

Casaco; como escolher o melhor tipo para a sua silhueta


No Inverno, Outono e em outras ocasiões, o CASACO não sai da moda. Existe uma variedade de estilos e funções para esta peça imprescindível em nosso cotidiano.
Mas sabe quais são os modelos que valorizam a sua fisionomia? Por vezes é difícil escolher um modelo que se adapte às nossas medidas e caraterísticas, é tanta a oferta que nos perdemos na escolha. E as cores? Outra dúvida para nos atormentar ... Antes de mais comecemos por identificar um bom casaco, peça básica para nos abrigar do frio.

Casacos compridos
Sobretudo
Como é usado sobre outra roupa, não deverá ser exageradamente volumoso ou de tecido pesado, o que torna o seu uso desconfortável. Escolha cores escuras como o preto, castanho escuro, cinza, azul marinho, assim combinam com todas as outras cores.
Deverá ser de corte estilo alfaite, isto é ombros estruturados, ajustado no tronco e cintura, a altura dos bolsos na zona da anca. Se for baixa deverá usar o casaco comprido com altura pelo joelho, se é alta poderá usar mais comprido.
3/4 - parkas, trenchcoat
Na moda estão os casacos 3/4, de corte evasée (linha A), mangas sino e corte império, tenha em conta que estes modelos funcionam melhor em silhuetas mais magras, se for forte e com peito grande este tipo de corte irá torná-la mais redondinha. Opte por modelos de corte direito e cintura ajustada, assim ficará mais elegante pois está a criar uma linha horizontal na sua silhueta oval ou pêra.
Casacos curtos
Blazer / casaco
Deverão ser também estruturados, a cintura marcada, as ombreiras e cavas devem coincidir com os seus ombros e axilas, mas sem apertar demasiado isto é sinal que o tamanho é pequeno para si. As cores escolhidas deverão ter como referência as roupas que tem no seu guarda-fatos, assim garante que combinarão com quase todas elas. O melhor é ter pelo menos 3 casacos curtos - um numa cor escura, para dar com tudo, outro numa cor intermédia, eleja a que gostar e que fica bem com o seu tipo de pele e cabelo, e por último um na cor da estação - violeta, vermelho.
Um casaco sport é muito versátil, combina com jeans, com stilletos e roupa casual ou chic, está na onda a junção do sport com o chic, aproveite e faça misturas engraçadas, mas com moderação para não ficar com um look estranho. A altura deste tipo de casacos deverá ser pela anca, para quem a tem larga e traseiro volumoso este comprimento ajuda a equilibrar pois corta a meio estas zonas, diminuindo-as.
Blusão / bolero
Este tipo de casacos ficam bem em silhuetas delgadas, em estruturas mais largas evidenciam o volume dos seios e pneuzinhos na cintura, bem como destacam traseiros grandes. Combine estilos, criando um guarda-roupa diferente e versátil, chic com casual, rock style ...
Blusões de cabedal ao jeito motard ou rock, blusões com enchimento em cores fortes e brilhantes de inspiração nos desportos de neve, boleros românticos, em tricot ou crochet, boleros confeccionados em tecidos fantasia ou em couro, são alguns "must haves" que poderá usar.
Casacos Trendy
Óptimos para um look sofisticado, mas podem "passar à história" na próxima época. Escolha aqueles que são confeccionados em fazendas de qualidade como lã penteada, mistura de lã e seda, cachemira e veludo.
Casacos para Noivas
Essenciais para as Noivas de Inverno, tem à disposição capas, boleros, casacos trendy de corte tulipa e casaco comprido, este uma tendência que irá acentuar-se nas próximas estações, criam um visual muito retro ou high-tec de acordo com o corte e tecido com que são confeccionados. Este tipo de abrigo é excelente para as noivas baixas e "cheiínhas", com o vestido certo criam uma silhueta longilínea e muito elegante.

Fonte: Consultório de Moda; Lia Nagel

terça-feira, 10 de abril de 2018

Brincos: como escolher o mais apropriado para seu formato de rosto?

O brinco certo para cada tipo de rosto



Como combinar a forma do rosto com o desenho do acessório? Muitas são as dúvidas na hora de escolher um par de brincos. São tantos os tamanhos e os formatos que é preciso atenção para escolher corretamente o melhor acessório. Há vários tipos de brincos, para cada mulher e cada ocasião: para ir às compras, para festas, para ir ao teatro ou mesmo para usar descontraidamente em casa.
Os brincos:
Do tipo botão: enfatizam nariz e queixo proeminentes.
Dourados: ficam bem em todo tipo de pele.
Prateados foscos: só brilham nas castanhas, morenas e negras.
Longos: alongam visualmente o rosto (desfavorecem quem tem rosto comprido) e podem ser usados com vários tipos de golas e decotes (”V”, redondo, “U”, tomara-que-caia, ombro-a-ombro, colarinhos de camisas e golas de paletó).
Em pérolas, em ouro ou brilhante: são adequados a qualquer produção, da esportiva à social.
De argolas: combinam com todos os formatos de rosto, porém são muito esportivos para serem usados com roupa social, exceto quando forrados de brilhos ou diamantes!
Para saber o brinco adequado e escolhermos certo, devemos levar em conta:

1. o formato do rosto.
2. a textura da pele.
3. a cor da pele.
4. a geometria da face.
5. a ocasião para o uso do brinco.

ROSTO FORMATO CORAÇÃO
Use peças que equilibrem o tamanho do queixo, menor que o da testa. Invista em brincos de médio para longo, para que o volume complemente o queixo fino. Brincos geométricos e redondos, sendo chamativos ou não, podem ser usados.
ROSTO REDONDO
Brincos compridos, peças geométricas compensam o formato da face. Os
brincos grandes, angulares e pendulares ajudam a alongar a face. Evite brincos pequenos. Mas, os modelos circulares, principalmente os grandes, dão a sensação de que o rosto é mais redondo do que de fato é.
ROSTO OVAL
É o único formato que não sofre nenhuma restrição. Por isso, se você tem esse tipo de rosto, saiba que pode abusar dos brincos. No entanto, a
conselhamos evitar os brincos com designs muito finos e longos, pois eles tendem a afinar o rosto. As argolas largas e grandes são mais adequados.
ROSTO QUADRADO
Evite peças nas formas de retângulo e quadrado, que acentuam as linhas retas do rosto. Modelos que dêem movimento, como os feitos em camadas e brincos em formatos divertidos, como coração e estrela, são boas opções.
ROSTO LONGO E RETANGULAR
Abuse dos modelos angulares e volumosos. Evite brincos longos e em linhas retas, porque esses acessórios podem deixá-lo mais extenso. Brincos redondos, nos mais variados tamanhos, quebram o efeito reto da face.
Brincos de tamanho médio a grande e as argolas são ótimas opções.
ROSTO FORMATO PÊRA
Brincos arredondados de tamanho médio e com o aro fino são os mais indicados. Evite peças volumosas e pesadas para não deixar a região do queixo mais carregada. Brincos em cascata podem ser usados, mas se não forem volumosos. Modelos com desenho de gota também ficam bem nesse formato de rosto.
ROSTO LARGO
Escolha brincos circulares, triangulares, quadrados, tridimensionais, pois são excelentes artifícios para alargar visualmente o formato do rosto. Evite os brincos achatados e pendulares.
ROSTO TRIANGULAR
Brincos circulares, curvos, de qualquer tamanho, suavizam a expressão.


ROSTO MIÚDO


Caem bem: os brincos volumosos, que ampliam o rosto, e argolas grossas. Deixe de lado: os pequenos e compridos.


ROSTO GRAÚDO

Caem bem: os brincos pingentes, argolas e de formato oval. Deixe de lado: os pequenos e com formatos geométricos.

ROSTO ENVELHECIDO COM RUGAS

Caem bem: os brincos pequenos. De preferência os dourados, com pedras brilhantes. Pessoas assim, nunca devem ficar sem brinco.

PARA QUEM USA ÓCULOS

Caem bem: os brincos pequenos, em metal ou ouro, que combinem com a roupa, e não com os óculos. Deixe de lado: os grandes e os modelos feitos com material parecido com o da armação.




Quanto a textura da pele:

ROSTO MAIS JOVEM E MAIS MADURO
Brincos simples, pequenos e de superfície lisa ressaltam mais a pele, portanto, são mais adequados para pessoas mais jovens.
Os brincos maiores e de textura mais elaborada, com cores e detalhes, chamam menos atenção da pele e causam uma harmonia no impacto visual.






Dica: se você é do tipo mignon, tem pescoço um pouco mais curto ou rosto muito redondo, os seus bricos NÃO devem ultrapassar a linha do queixo.





Recapitulando:


  • Para rostos pequenos, linhas e traços delicados, peças pequenas ou médias, linhas delicadas
  • Para rostos com linhas, traços e ângulos marcantes, peças médias ou grande, linhas e traços marcantes (ângulos)
  • Para rostos com linhas e traços arredondados, peças com ângulos suavizados
  • Para rostos longos, brincos podem ser longos (não exageradamente).
OUTRAS DICAS:

O segredo é escolher aquele que favoreça rosto, pescoço, orelhas e corte de cabelos. Veja o que combina com cada formato de rosto e os efeitos que os modelos proporcionam.


Os brincos:

Do tipo botão: enfatizam nariz e queixo proeminentes.

Dourados: ficam bem em todo tipo de pele.



Prateados foscos: só brilham nas castanhas, morenas e negras.

Longos: alongam visualmente o rosto (desfavorecem quem tem rosto comprido) e podem ser usados com vários tipos de golas e decotes ("V", redondo, "U", tomara-que-caia, ombro-a-ombro, colarinhos de camisas e golas de paletó).

Em pérolas, em ouro ou brilhantes são adequados a qualquer produção, da esportiva à social.

De argolas: combinam com todos os formatos de rosto, porém são muito esportivos para serem usados com roupa social, exceto quando forrados de brilhos ou diamantes!






Na escolha do seu brinco, você também pode também melhorar ou piorar as formas de seu rosto.



Cuidado!

Nós mulheres temos que concordar; não há uma roupa que usamos no dia que não leve um par de brincos para combinar (exceto, talvez, quando estamos dormindo). Todas as roupas pedem por brincos, por que eles embelezam a estrutura óssea naturalmente, acentuando seus pontos fortes. Porém, existem certos truques para você saber quais tipos de brincos ficariam melhor no seu tipo de rosto. Como escolher entre tantos tipos diferentes? Bem, além de saber se eles combinam com o formato do seu rosto, você também deve saber o que anda bombando por aí.

A primeira regra é: compre pensando em combinar cores. Se acessórios em si tem prioridade máxima, combinar corretamente as cores vem logo depois. Se sua roupa predomina a cor azul claro, por exemplo, o ideal seria comprar brincos de um tom similar. Os detalhes são bem notáveis.

Logo depois, é importante também comprar com qualidade. Não gaste R$50,00 em um par de brincos, mas também não vá na bijuteria que vai te causar irritação nas orelhas. Também é importante comprar peças que vão durar muito, e os tipos que causam danos nos lóbulos, claramente, não vão. Não caia no mito de que “peças de ouro e de prata não irritam a pele”, pois isso não é 100% verdade. A maioria dessas peças contém ligas de metais que podem causar alergia.

“O níquel é o metal que mais provoca alergias, primeiro porque é um dos mais utilizados em bijuterias devido ao seu baixo custo, e segundo por apresentar íons livres, que podem ser cancerígenos. Metais como ródio, platina e paládio são inertes, ou seja, não reagem com outros materiais, o que inclui nosso organismo e as substâncias liberadas por ele, como o suor, sendo até mesmo utilizado como implantes cirúrgicos”, afirma a Dra. Shirley de Campos, especialista em medicina avançada. Portanto, uma boa opção seria peças de aço cirúrgico ou titânio.

Porém, se você realmente se apaixonou pelo brinco, uma boa opção é pegar uma base de esmalte incolor e passar umas duas camadas por toda a parte em que o metal encosta na pele. Se não funcionar mesmo assim, não insista; infecções nas orelhas não são brincadeira.


Fonte: Gustavo Sarti; MulherCriativa e Lia Nagel