Conexão Lia Nagel

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

OS 10 MANDAMENTOS DA SAÚDE SEXUAL MASCULINA


Em 2009, o Ministério da Saúde brasileiro lançou a Política Nacional de Saúde do Homem, que visa combater o alcoolismo, o tabagismo, a obesidade e, principalmente, o câncer de próstata, entre outras doenças ligadas ao aparelho sexual masculino.

“Apesar de todo o esforço empreendido é necessário, acima de tudo, criar uma cultura de prevenção entre os homens”, avalia Oskar Kaufmann, doutor em urologia, especialista em cirurgia robótica em urologia e membro da Sociedade Brasileira de Urologia. Oskar ressalta ainda que “a saúde é um bem incomparável. E o homem deve ser disciplinado neste quesito, principalmente, com o seu órgão genital. É como seguir alguns mandamentos da boa saúde”, completa.
Com base em dicas de saúde e higiene fornecidas pelo especialista, é possível definir os 10 mandamentos para o homem, que dizem respeito à sua vida sexual e à integridade do seu órgão sexual.

Confira!
- Usar a camisinha em toda e qualquer relação sexual;

- Usar camisinha antes de fazer qualquer ato sexual;

- Lavar o órgão sexual diariamente;

- Lavar o órgão sexual após as relações sexuais;

- No banho, puxar o prepúcio para trás e limpar completamente a região que fica coberta e não deixar o esmegma (*) se acumular;
- Enxugar bem depois de lavar, evitando irritação e assaduras;
- Não usar pomadas ou cremes sem orientação médica;
- Procurar um médico o quanto antes se notar feridas, bolhas, corrimento uretral, ardor e/ou dor ao urinar;
- Avisar a parceira para procurar um médico o quanto antes também, para que ela procure tratamento;
- Não manter relação sexual se apresentar feridas, bolhas, corrimento uretral e ardor ao urinar.


O homem, que tanta importância dá ao seu órgão genital, acaba se expondo quando pratica relações sexuais sem usar preservativo e fica vulnerável a contrair doenças que podem prejudicar sua saúde corporal e aparência da sua genitália e, em casos mais graves, inferir em seu desempenho. “O homem fala muito do seu órgão genital, mas é necessário olhar para ele e examiná-lo, pois é neste auto-exame que se pode identificar problemas, infecções ou doenças. E alguns desses problemas são causados por falta de higiene e podem ser identificados visualmente. O principal método de prevenção é o uso do preservativo”, completa Oskar, lembrando que a camisinha ajuda a evitar doenças como herpes simples, sífilis, HPV e AIDS.

(*) esmegma (latim smegma, -atis, linimento, substância para limpar)
s. m. 1. Fisiol. Secreção ou humor que se condensa na depressão que circunda a base da glande do órgão genital masculino ou, no caso feminino, junto ao clitóris ou aos pequenos lábios.

Fonte: Minha Vida


Saúde do órgão genital masculino


Assim como as mulheres, os homens também precisam estar atentos à saúde e higiene dos órgãos genitais. Muito se fala sobre cuidados em relação à região íntima feminina, sobre os exames periódicos que toda mulher tem de fazer e observações sobre higiene para ter boa saúde na área genital. Mas, assim como elas, os homens também precisam atentar-se a alguns detalhes que podem fazer toda a diferença se negligenciados. A mudança de hábitos simples a respeito da higiene feita nesta parte do corpo pode evitar sérios problemas e doenças.



Desde criança o menino deve se habituar a manusear corretamente o seu órgão genital de forma a não se machucar e realizar assepsia adequada à região. Outro item que deve ser abordado com a criança sobre este assunto é a fimose, que é aquela pele (prepúcio) que nasce sobre a glande (cabeça do órgão genital) e que precisa ser removida ou deslocada com o tempo. Já aos três anos, é possível ensinar o menino a liberar esta passagem, que pode prejudicar a ereção e a micção. O procedimento mais simples pode ser ensinado no banho, com movimentos que façam com que a pele se recolha e exponha a glande.


Passada a fase da fimose, outros cuidados devem ser tomados até o fim da vida. Todos relacionados à limpeza e conforto, o principal é sempre manter o órgão genital e a bolsa testicular limpos, verificando sempre o surgimento de alguma alergia ou doença. No caso da glande, a principal atenção é sobre os odores produzidos pela liberação da secreção protetora própria da extremidade do órgão, o esmegma. Se não retirada adequadamente durante o banho, pode trazer um cheiro forte e bactérias nocivas ao organismo.

Uma doença bastante comum que acomete o órgão genital masculino é a infecção do tipo balanopostite sulco balânica, que acontece nas glândulas de Tyson, responsáveis pela produção do esmegma e que se localizam logo abaixo da glande. O risco está na entrada de bactérias as quais o organismo não é capaz de se defender sozinho. Neste caso, tanto a glande como as próprias glândulas ficam avermelhadas, provocando coceiras, esmegma excessivo e mais odores indesejados.

Além desta infecção, o órgão genital masculino que não recebe a higiene adequada podem transmitir e contrair doenças sexualmente transmissíveis com mais facilidades. Outra moléstia que atinge cada vez mais os homens é o câncer nesse órgão. Este, diferente dos outros tipos de cânceres, também está relacionado aos hábitos de limpeza dos homens. A doença se manifesta por meio de lesões locais, fora do considerado comum pelos especialistas.

Este é um órgão muito resistente a infecções, portanto, quando acontecem, são muito específicas e devem ser tratadas com todo o cuidado. Apesar de ter como prevenção medidas simples como a limpeza constante da genitália e o uso de roupas sempre limpas, muitos homens ainda sofrem com a doença, principalmente quando existe uma infecção forte que já entrou pela uretra. O correto é sempre procurar tratamento precoce e aplicar medidas preventivas.

Fonte: Dr. Manoel Ramos (urologista)

Como se vestir no ambiente de trabalho




A aparência pessoal, como homens e mulheres se vestem no dia a dia e em ocasiões especificas, tem grande importância decisiva.

No mundo de hoje, a imagem externa que projetamos exerce papel de destaque e, quando o homem corporativo transmite uma imagem com qualidade, ele desenvolve a grande vantagem competitiva.



Entrando no outono, e com a chegada do frio, começamos a retirar malhas e casacos do armário.
No Brasil, faz calor à maior parte do tempo, então, a maioria das pessoas compra roupas mais leves e deixam as mais pesadas em segundo plano. Por este motivo, acabamos passando anos sem comprar uma roupa de inverno e, nos dias de frio, resgatamos dos guarda-roupas modelos de anos atrás.
Existem peças de roupas, as chamadas clássicas, que nunca saem de moda e tem roupas antigas e velhas que jamais deveriam sair do armário. O profissional não deve jamais ter uma imagem datada de época e sim uma imagem contemporânea e importante para qualquer ambiente profissional.
Investir em você, é importante!!
É importante que ele tenha um visual interessante para garantir o sucesso no ambiente profissional (ou qualquer outro ambiente...), mas tem de dosar.
Para o ambiente formal, terno e gravata com um caimento bom, bainha bem feita, o modelo tem de ser proporcional à pessoa.
Quanto às cores, somente use azul-marinho, cinza e preto e jamais “nunca” use terno roxo, branco ou abóbora.
Para o ambiente informal, blazer com calça de alfaiataria, preferencialmente escura, e camisa em cor clara.
Sapatos de amarrar discretos. Nos acessórios, apenas relógio e aliança (no caso dos casados ou noivos).
Nesses tempos de crise, ao invés de consumir e gastar em novas peças de roupas use a criatividade. Um novo olhar para combinar aquilo que já possuímos é o trabalho que o *Consultor de Imagem faz para você.
Comparecer adequadamente trajado, no mínimo, ajuda a manter a atenção nos aspectos fundamentais do seu profissionalismo e personalidade. Evite roupas muito fora de contexto, ou muito gritantes.
Fonte: *Alexandre Taleb

TRADICIONAL

Use paletó, calça e gravata.

Paletós podem ter 2, 3 ou 4 botões (deixe o último sempre aberto para melhor caimento).
Camisa sempre de mangas compridas para usar com paletó.

O punho deve ultrapassar a ponta da manga do paletó de 1 a 1,5 cm.

Meias claras nunca devem ser usadas com sapatos escuros e, ainda, devem ser compridas para que não apareçam parte de sua perna ao se sentarem.

Combine:

- preto com branco ou cinza, ou rosa e lilás bem claros ;

- marinho com branco ou azul claro ou rosa e lilás bem claros;
-cinza escuro e branco;
- marrom ou bege com marfins ou beges ou brancos (com sapatos marrons);
- Sapatos pretos;
- Meias escuras.
- Gravatas: pode variar nas cores.
SEXTA-FEIRA É LIVRE (mas nem tanto)
Use paletó sem gravata, blazer, camisa e calça social, blusa de tricô.
Jeans e jaqueta de couro.
Camiseta pólo sem cinto.
NÃO USE: tênis, camiseta, boné, bermuda
INFORMAL MODERNO
Camisas e camisetas estampadas, tênis, jaquetas coloridas, calça mais esportiva ou cargo (de acordo com a moda).
Camisas pólos, blazer, camisas e sapatênis.
PUBLICIDADE, MARKETING
Cortes arrojados, tecidos novos, acessórios de marca, sapatos importados (sempre acompanhando a moda).
Bolsa carteiro.
CONSULTÓRIOS, HOSPITAIS, LABORATÓRIOS, OFICINAS
Só porque você usa o jaleco como uniforme, não quer dizer que pode se vestir de qualquer maneira por baixo dele.
Use camisa com gravata e jaleco por cima.
Jalecos só devem ser usados dentro do ambiente de trabalho e tirados ao sair.
ARMÁRIO FORMAL
3 costumes (calça e paletó) - 1 risca de giz, 1 azul marinho e 1 cinza
5 Camisas: 2 brancas, 1 com listras discretas, 2 lisas (azul, amarelo ou rosa)
Cinto de couro
Malha de algodão decote V para os dias frios (escolha cores neutras como o bege)

ARMÁRIO INFORMAL
NÃO – bermudas e camisas de time de futebol
Calças jeans, blazers, jaquetas, sapatênis, camisas e camisetas pólo.
Calças de sarja cáqui ou bege combinam com camisas coloridas ou listradas
Use roupas discretas, com um bom corte e caimento.
Cuidado para não ficar deselegante (coisa muito fácil quando não se tem idéia do que combinar)
Algumas dicas para não pecar no visual.
Noite Sempre prefira as roupas escuras para a noite e as claras para o dia. Existem peças de roupas adequadas para ambos os períodos. Com um blazer, por exemplo, é possível sair à noite com uma calça bege, que sozinha seria mais adequada para o dia. Para uma visita formal, contudo, prefira o blazer com calça cinza.
Calor

Nos dias quentes use uma camisa branca de corte esportivo, grandes bolsos ou o modelo sem colarinho. Já é comum serem usadas ambas as versões para fora das calças. Sobre a camisa, nos dias frios, coloque uma malha, um colete, sem o paletó, um cardigã ou um blusão.
Jeans
Cuidado ao usar o jeans. A composição de jeans e camiseta, é básica. Quando se usa um jeans, a maior preocupação é calçar os sapatos certos. O ideal é usar tênis ou dock-sider, ou sapatos de estilo esportivo. Tênis e meias brancas vão bem com jeans.A calça jeans pode ser usada com um blazer desde que com camiseta ou camisa em estilo mais esportivo. Quando usar camiseta, prefira branca sem estampa.
Meias
O uso das meias deve seguir a mesma regra adotada para o resto da roupa: não podem destoar. O ideal é que as meias tenham cores ou desenhos que não se destaquem do tom da roupa, sobretudo no estilo social. Recomenda-se escolher meias de cano mais longo. Ao contrário do que muita gente pensa, não é necessário combinar as meias com o cinto.
Gravata A única coisa que deve chamar a atenção numa gravata é o bom gosto. Prefira materiais naturais, 100% seda ou lã. Descarte os sintéticos. A largura é aproximadamente cinco dedos na base, antes da ponta. O comprimento deve ser longo o suficiente para chegar e parar onde termina o cós da calça.
- Gravatas lisas, sem estampa, em tecidos sedosos, adamascado ou em relevo.
- Gravatas azuis, a escolha do tom pode ser do celeste ao Royal. Usadas com camisas azuis ou brancas, combinam com ternos beges, marrons, pretos ou cinzas.
- Gravata azul marinho ou preta, usar com camisa branca, azul celeste ou no tom da gravata (sempre com ternos escuros).
Como usar as gravatas de modo certo?
- Use um terno discreto e seis gravatas vão permitir uma nova aparência a cada dia;
- Se seu visual não amanheceu grande coisa, use gravatas com tons alegres;
- Camisas neutras, como beges e cinzas, valorizam o colorido das gravatas;
- A ponta da gravata deve encostar no cinto;
- O ponto correto do prendedor é a vinte centímetros do nó da gravata;
- Desfaça o nó sempre que usá-las e guarde-as pendurada.
Paletó Você poderá repetir o mesmo paletó muitas vezes no trabalho. Mas não use dias seguidos. Dê ao menos 24 horas de “respiro” para as fibras se recuperarem. O objetivo é conservá-lo por mais tempo.
Traje esporte: você pode usar calça de brim, de veludo, lã, sarja, cáqui, camisas lisas ou pólo, peças em couro, malhas de lã e jaquetas. Bermudas e abrigos esportivos só na praia ou em ambientes muito descontraídos.
Sapatos na cor preta são usados com calças pretas, cinzas e azuis. Evite usar com jeans claro. É moda o look tom sobre tom, paletó, camisa, calça, e gravata nas mesmas tonalidades. No entanto, se você não souber combinar, é melhor não arriscar.
Traje Passeio:
chamado também de esporte fino, ou tenue de ville, este tipo de vestimenta é composto de calças esportivas com blazer, jaquetas ou paletó esporte, com ou sem gravata.
O que é errado na moda masculina?
- Gravata escura com camisa quase da mesma cor;
- Para os muito magros, roupas e look monocromático;
– Para os gordos, estampas grandes e xadrez;
– Para os baixos, camisas com os bolsos muito grandes;
– Para os mais altos, gravatas muito finas;
– Gravata com camisas de mangas curtas.
Tente evitar:
Camisa social de manga curta com gravata;
– Para os muito altos e/ou magros: listras verticais, estampas grandes em camisas, bermudas;
– Para os baixos e/ou gordinhos: listras horizontais;
– Calça com bainha comprida demais, dobrando no sapato;
– Usar cinto com cor diferente do sapato;
– Look relaxado (camisa ou calça amassada, camisa desbotada, sapato sem engraxar).
Fonte: Uol, Terra.

FATORES QUE FAZEM O HOMEM PERDER O DESEJO SEXUAL



O desejo é o impulso que move o ser humano no encontro afetivo e sexual. O desejo pode ser “acionado” por estímulos externos, recebidos pelos cinco sentidos, e também pelos estímulos internos, como sonhos e fantasias.
Uma pesquisa feita pela Equipe de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, indica que 8,2% dos brasileiros sofrem com a falta de libido e esse quadro tende a se agravar acima dos 50 anos com o climatério e a menopausa.
A Organização Mundial de Saúde considera que a ausência de interesse sexual por mais de seis meses é classificada como Transtorno do Desejo Sexual Hipoativo.

Vários fatores estão relacionados com o problema, confiram alguns:
:


- Estresse: é difícil conciliar casa, filhos, trabalho, relacionamento amoroso, vida social, entre outras atividades. Ao final do dia eles podem apresentar muito cansaço e isso reflete na vida sexual.
- Hormônios: tireóide desregulada e outros descontroles dos hormônios também podem causar um declínio no desejo do homem.
- Medicamentos: o uso de drogas que agem no sistema nervoso central, como antidepressivos e ansiolíticos, afetam a disposição para o sexo.
- Psicológico e relacionamentos: Experiências traumáticas, questões culturais ou origem religiosa formam conceitos rígidos a respeito da sexualidade, e isso pode levar ao bloqueio sexual.

Fonte: AtrevidaX, Lia Nagel

A saúde masculina e o tabagismo



Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo é um hábito masculino. Mais de 1 bilhão de homens no mundo todo são fumantes – 35% dos homens em países desenvolvidos e 50% dos homens em países em desenvolvimento. Apesar de recentemente ter ocorrido um leve declínio no número de homens fumantes e aumento no número de mulheres fumantes, esta queda ainda é pouco expressiva e milhões de homens ainda sofrem e morrem dos malefícios do fumo. Os homens com maior nível socioeconômico e escolaridade apresentam índices menores de tabagismo, sendo o vício mais comum entre homens mais pobres e com menor nível de escolaridade.



Em nosso país, temos 32 milhões de fumantes (30% dos homens e 20% das mulheres). Os homens também fumam uma quantidade maior de cigarros por dia quando comparados às mulheres. Diversos estudos, no entanto, apontam para um aumento do número de mulheres fumantes em regiões mais desenvolvidas, especialmente nas grandes capitais. Estima-se que o tabagismo seja diretamente responsável por: 30% das mortes por câncer, 90% das mortes por câncer de pulmão, 25%das mortes por doença coronariana, 85% das mortes por Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (Enfisema Pulmonar e Bronquite Crônica), e 25% das mortes por Acidente Vascular Cerebral (Derrame Cerebral). No Brasil, anualmente morrem 80 mil pessoas, precocemente, devido ás doenças provocadas pelo tabagismo (doenças evitáveis).

Doenças ligadas ao tabagismo masculino
Com mais de 4.000 substâncias tóxicas, o fumo é capaz de causar com agressividade diversas doenças nos homens. Associado ao álcool pode aumentar ainda mais o risco para tumores como os da boca e da faringe.,entre outras doenças.

Câncer nos pulmões

Tumores malignos - Câncer no rim está também associado ao tabagismo, especialmente se associado a hipertensão arterial e obesidade, aumentando em até duas vezes o risco da doença Este risco é diretamente proporcional ao número de cigarros consumidos e à idade do indivíduo. Câncer de Bexiga , tem no tabagismo seu principal fator de risco, sendo responsável por 50% dos casos.

O fumo aumenta cerca de 4 vezes o risco de desenvolver câncer na bexiga tanto para homens quanto para mulheres. .Aqui o risco também é proporcional ao consumo, sendo que acima de 15 a 20 cigarros por dia triplica este risco.
Câncer de próstata e tabagismo, ainda não está bem estabelecida esta relação, necessitando maiores estudos.

Disfunção Erétil - O tabagismo é um fator de risco independente para a indução de impotência sexual vasculogênica., especialmenmte se associado a outros fatores(hipertensão arterial, diabetes e alcoolismo crônico). O fumante tem uma chance de 1,5 vez maior de desenvolver a impotência sexual quando comparado ao homem não fumante . A causa desta disfunção erétil seria por lesões arterioscleróticas nas artérias que levam o sangue ao pênis. O fumo induziria ainda a inibição do relaxamento da musculatura lisa endotelial e uma diminuição da liberação de mediadores neuromusculares, agravados pelo efeito tóxico direto da nicotina e do monóxido de carbono no endotélio vascular. Por estes efeitos, o aparecimento da impotência sexual em fumantes é mais precoce (10 anos) que em não fumantes

Infertilidade - Diversos autores têm demonstrado que o fumo pode afetar a função reprodutiva masculina como a qualidade seminal, a fecundidade e a fertilidade masculina, assim como desenvolvimento de proles anormais.
Considerando estes riscos, esforços e investimentos em saúde pública devem ser direcionados para o combate ao tabagismo masculino, especialmente com programas de controle que considerem os diversos fatores culturais, psicológicos e sociais que històricamente associam o homem ao cigarro. Além disso, homens fumantes devem ser encorajados a parar de fumar e encaminhados para tratamento específico como associação de reposição de nicotina, uso da drogas bupropiona ou vareniclina e abordagem cognitivo-comportamental.. Homens tabagistas devem ser avaliados clinicamente com rastreamento específico para as doenças mais prevalentes em fumantes.

Fonte: Dr. Márcio Cota




Como proteger a fertilidade masculina


Muitos homens não sabem que fumar, beber ou usar drogas, pode afetar sua fertilidade.

A Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (ASRM) acaba de lançar uma campanha de educação sobre o tema que explica como proteger suas possibilidades de ser pai.

Além dos danos que causam ao seu corpo e mente em geral com o uso de Esteróides (Anabolizantes), cigarro, maconha ou álcool, talvez você não saiba que sua capacidade para ter filhos pode ser seriamente afetada se esses hábitos não forem abandonados.
Eles podem afetar de maneira considerável sua função testicular, fazendo com que você produza espermatozóides com formas anormais, com menos mobilidade que o normal e inclusive podem fazer com que você tenha baixa produção de esperma.
Outra dica importante é que se você mantém relações sexuais sem prevenção pode estar “hipotecando” seu futuro.
As doenças sexualmente transmissíveis como a gonorréia, muitas vezes não apresentam sintomas e se não forem tratadas, podem deixar estéril. As recomendações são que nunca deixe de usar preservativos para prevenir o contágio destas doenças.
Um fator importante na fertilidade masculina é a temperatura. Se você tem o hábito de tomar banhos muito quentes, fazer hidromassagem com água bem quente, pode estar prejudicando sua capacidade reprodutiva, já que a exposição a altas temperaturas na área escrotal diminui a quantidade de espermatozóides.
Se usar roupas interiores apertadas, também poderá afetar a quantidade de esperma.
Os espertos em medicina reprodutiva aconselham pensar em sua fertilidade não só quando desejem ser pais, mas muito antes disso.
As coisas que faz ou deixa de fazer hoje podem afetar suas possibilidades de ser pai no futuro. A prevenção ainda é o melhor a fazer.






Fonte: Site Ultrassom