Conexão Lia Nagel

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Como descolorir os fios

Marilyn Monroe somente se tornou um dos maiores símbolos da história depois de descolorir suas madeixas. O sucesso de Madonna também está, de certa forma, relacionado à cor de seus cabelos.



Se você quer seguir os passos destas divas, é preciso antes tomar alguns cuidados. Os cabeleireiros Raquel Balber, do salão Na Bahia, em São Paulo, e Franco Sanabria, do Bardot Hair Body Soul, também em São Paulo, listam as dez coisas que você precisa saber antes de descolorir os fios.


O tom da pele é fundamental
Segundo Raquel, o tom platinado está restrito para as mulheres de pele clara. De preferência as caucasianas, ou seja, bem clarinhas, com bochechas rosadas. “No máximo as morenas claras podem platinar os fios”, completa.


Use apenas produtos de boa qualidade
O cabeleireiro Franco Sanabria, do Bardot Hair Body Soul destaca que bons produtos são essenciais para evitar cabelos manchados. “Uso pó descolorante e oxidante de duas linhas de alto padrão. E, sempre, da mesma marca”, conta.

Procure sempre um profissional
Descolorir as madeixas sozinhas é um risco que não deve ser corrido. O processo é difícil e deve ser feito apenas por profissionais gabaritados. “A descoloração global do cabelo pode se transformar num pesadelo quando o profissional não tem habilidade e, além disso, utiliza produtos de baixa qualidade”, ressalta Franco.

Quem tem henna nos fios não deve descolorir
“O motivo é que não há compatibilidade entre essas duas químicas com o descolorante”, justifica a cabeleireira. Em outras palavras, o cabelo será altamente agredido e a cor escolhida não será alcançada.

Cabelos com tintura podem ser descoloridos
Raquel Balber, do salão Na Bahia, garante que não restrições para aplicar o descolorante em madeixas que foram coloridas com tinturas com oxidantes.

Nunca use água oxigenada superior a 40
“Não deixe aplicarem um oxidante maior do que o volume 40. O uso destes produtos é proibido pela ANVISA e pode causar sérios danos ao couro cabeludo. Mesmo assim, existem cabeleireiros irresponsáveis que usam oxidantes de até 160 volumes”, comenta Sanabria.

A escolha do processo depende do tipo de fio
“Em primeiro lugar, analisamos a espessura do fio para fazer a escolha do oxidante”, diz a cabeleireira do Na Bahia, ressaltando que a opção errada pode causar muitos danos aos fios.

A descoloração deve começar pelo comprimento e não pela raiz
“Começamos aplicar o produto cinco dedos abaixo da raiz começando pela parte de traz; em seguida, analisando a cor, vamos subindo o produto mecha a mecha até a raiz e sempre verificando o tom desejado”, completa Raquel.

O cabelo pode ser descolorido em até sete tons
Nos cabelos virgens, ou seja, sem qualquer química, a descoloração pode chegar a sete tons se o fio for grosso. Caso ele seja fino, o máximo são seis tons. Nas madeixas tingidas, o nível de descoloração chega a seis (grossos) e cinco (finos) tons.

Cabelos descoloridos necessitam de cuidados redobrados
“Cabelos descoloridos perdem um pouco de matéria. Para mantê-los fortes e saudáveis, o cuidado deve ser redobrado, começando com um xampu próprio para esse tipo de cabelo, assim como o condicionador. Use um leave-in e faça hidratação uma vez por semana. Se os fios forem compridos, aumente o número de hidratações e corte as pontas com frequência”, finaliza a hairstylist.


Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário