Conexão Lia Nagel

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Quer estar sempre com aparência bonita: coma certo e bem!

Reforce a ação dos cremes e suplementos com o menu certo para ter olhos brilhantes, pele, cabelos e unhas saudáveis

O kit de beleza mais poderoso de uma mulher não está na bolsa, e sim no prato. É o que garantem os nutricionistas especializados em alimentação funcional, que sugerem o que comer e o que evitar para ter unhas fortes, cabelos brilhantes e pele sedosa, lisinha e firme.

Os resultados não são imediatos. “A melhora na aparência é perceptível em cerca de 20 a 30 dias a partir da mudança de alimentação. Um benefício mais expressivo vem depois de 60 a 90 dias”, diz Solange de Oligeira Saavedra, gerente técnica do Conselho Regional de Nutricionistas-3.

Para tirar o melhor dos alimentos, o ideal é preferir as versões in natura. “Mas vale apelar para as frutas congeladas e legumes e verduras pré-preparados, se não der para passar no mercado. Melhor consumir dessa forma do que não consumir”, diz a nutricionista Maysa Pozza. “Cuidado apenas com sucos industrializados, com alto teor de sódio e açúcar. Ainda assim, é muito melhor um suco industrializado do que um refrigerante”, completa.


Não precisa enlouquecer tentando montar o prato mais saudável do mundo, basta garantir a variedade. “Temos um pequeno estoque de vitaminas no fígado, então se hoje faltou de algum tipo, não tem problema. Provavelmente no próximo dia terá a vitamina que estava faltando”, diz Maysa. “É preciso ter criatividade, pois as pessoas têm o hábito de comer sempre a mesma coisa”, recomenda Elaine Cristina Rocha de Pádua, nutricionista do Hospital das Clínicas de São Paulo.

A beauté na mesa só funciona se vier acompanhada de sono de boa qualidade e consumo de fibras e líquidos – de preferência, água, suco de frutas sem açúcar adicionado e chás sem cafeína, como os de frutas, branco ou verde. Para melhorar o sono, consuma alimentos ricos em triptofano, como derivados de leite. Nozes e castanhas, banana e alface têm vitaminas e minerais que favorecem um sono mais tranquilo.

Pequenas substituições são um caminho simples para começar a melhorar a alimentação. Calorias “vazias”, como as de salgadinhos e snacks, dão espaço para lanches mais nutritivos. “As castanhas podem ser consumidas no meio da tarde, como um lanchinho, junto com um iogurte, que é rico em cálcio”, exemplifica Maysa. Essa pequena troca já colabora para unhas saudáveis e fortes.

Escorregadelas são permitidas. “Carne vermelha pode ser consumida até três vezes na semana, de preferência as magras e preparações assadas e cozidas, em porções pequenas”, diz Maysa. Alimentos como álcool, embutidos e frituras não devem ser consumidos mais que uma vez por semana.

Confira o guia preparado pela nutricionista Elaine Cristina Rocha de Pádua para por mais beleza na mesa:

Sucos para afinar
O segredo é usar alimentos que aumentam o gasto energético. Turbinados com chá verde, vermelho ou branco, eles também aceleram o metabolismo em 5% a 10%. Combinações certeiras: laranja, maçã e acerola; abacaxi e framboesa com água de coco; morango, melancia e limão. Podem ser combinados também com gengibre, couve, cenoura, brócolis, salsinha, semente de linhaça e água bem gelada.

Para retardar o envelhecimento
Tomate, acerola, morango, melancia, cenoura, beterraba, abacaxi, laranja, uva, limão, melão e hortelã são alimentos ricos em flavonóides, carotenóides, polifenóis e outras substâncias antioxidantes com propriedades antiinflamatórias. São diuréticos também, o que ajuda a desinchar

Contra o inchaço
As melhores opções têm alto teor de água: melancia, melão, abacaxi, pêra, uva e morango; entre as frutas, e pepino, abobrinha, chuchu, alface, agrião, rúcula e almeirão entre legumes e verduras. Laranja, banana, kiwi e manga são ricas em potássio, que evita a retenção de líquidos. Água de coco entra no mesmo time

No prato, inclua alface, rica em clorofila, ácido fólico, vitamina C, potássio e fitoquímicos como flavonóides e lactucina, que ajudam no processo de desintoxicação e diminuição do inchaço. Alcachofra, aspargo, chicória são diuréticos e excelentes para manter a flora intestinal saudável e diminuir a barriga.

Pele impecável
Todos os antioxidantes colaboram nesse capítulo. Além deles, não dispense cereais, ovos, peixes e produtos lácteos; entre as frutas, acrescente à dieta acerola, caju, goiaba e romã. Outros antioxidantes poderosos são tomate, pimenta, abóbora, mamão, melão, pêssego, damasco, cenoura, pimentão, batata-doce, abobrinha, espinafre e salsa, todos ricos em licopeno. Vegetais folhosos verde-escuros bloqueiam radicais livres. O selênio, antioxidante importantíssimo, é encontrado em nozes, castanha-do-Pará, grãos integrais e frutos do mar

Para combater a celulite
Conte com café, chá preto e cacau, estimulantes vasculares, e castanha-da-índia, mamão e abacaxi (antiinflamatórios e antiedema) para amenizar a celulite

Cabelo forte e brilhante
Capriche na água e consuma ômega 3 (atum, salmão, cavalinha e sardinha têm altas concentrações), para nutrir fios, hidratar e fortalecer a estrutura dos fios ao longo do crescimento. Por ter ação antiinflamatória, o ômega 3 reduz a coceira e a caspa e é útil no tratamento do eczema e psoríase do couro cabeludo.

Para combater a queda de cabelo, cenoura crua, batata-doce, beterraba, acelga, chicória, espinafre, pimentão, abóbora madura, mamão, manga, pêssego fresco, tomate, grãos integrais, couve, brócolis, repolho, ervilha verde, lentilha, feijão, soja, amêndoas, abacate, ameixa, banana, melancia, carnes magras, germe e farelo de trigo, aveia, margarina de milho e pão de trigo integral

Unhas bem nutridas
Coma laranja, pimentão amarelo, mamão e morango; folhas verdes escuras, nozes, sementes e grãos integrais; peixe de água salgada, gema cozida, levedura e grãos integrais; proteína animal garante proteínas do complexo B.

Fonte: Veronica Mambrini





Proteja e trate a sua pele: use filtro solar sempre!

Filtro solar é item obrigatório.

Os dermatologistas são unânimes e recomendam o uso diário do protetor como a melhor forma de evitar o envelhecimento precoce e o câncer de pele.

De olho nessas preocupações, a indústria reage.


Já é possível encontrar no mercado produtos desenvolvidos com tecnologia de ponta que aliam a proteção biológica com ativos antienvelhecimento – além de protegerem a pele física e quimicamente dos efeitos dos raios UVA e UVB, eles também combatem a formação de radicais livres e preservam o colágeno, substância responsável pelo viço e firmeza.


A linha Ansolar, da Stiefel, com FPS 30, 60 ou 70, traz na fórmula uma combinação de agentes antioxidantes, entre eles o Alistin, que previne a ação de radicais livres. Disponível em diferentes apresentações, a versão gel-creme merece destaque por vir em cápsulas individuais para aplicação tópica. Entre os lançamentos para o verão 2011, a La Roche-Posay apresenta o Anthelios XL Fluide Mexoplex. Com FPS 60, a ação antioxidante é reforçada por ingredientes como a água termal e Senna Alata – uma planta tropical que desenvolveu um sistema de autodefesa por viver em ambiente ensolarado. Mais novidade: a linha da Eucerin, lançada no Brasil pelo Aché Laboratórios, tem tecnologia 3D. Os produtos oferecem proteção física, química e biológica e contam com Licochalcona A na fórmula, poderoso agente antienvelhecimento.

Produtos evoluem e agora também previnem ação de radicais livres


Soleil DNA Guard Brume FPS15, Lancôme. Protege a pele dos raios de sol e do envelhecimento precoce. R$ 200


Anthelios XL 60, La Roche-Posay. Leva a planta Senna Alata na fórmula, que promove ação antioxidante. R$ 69


Eucerin Creme Tinted FPS 60, Aché Laboratórios. Protetor com cor, ideal para ser usado como base, com efeito mate. R$ 54

Solar Expertise FPS30, L’oreal. Bloqueador solar com ativo hialurônico, que hidrata e previne a formação das rugas. R$36

Minesol Antioxidant FPS 70, RoC. Por meio do complexo Feverfew, o produto neutraliza os radicais livres e preserva o colágeno. R$ 58

Continuous Spray Oil Free FPS 50, da Coppertone. O spray contínuo permite uma aplicação rápida e fácil em qualquer ângulo. R$26

Body Spray, Clinic. Contém antioxidantes que proporcionam reparo e prevenção contra o envelhecimento. R$ 100

Ansolar Fluid FPS 70, Stiefel. Fórmula traz ingredientes como Ectoína, para preservar o colágeno, e Alistin, com ação antioxidante. R$ 71

Ansolar Cápsulas FPS 30, Stiefel. O gel creme é guardado nas cápsulas, que liberam o protetor quando estouradas. R$ 59

Filtro Solar Fluide FPS 40 incolor, Adcos. Loção fluída para peles oleosas – não obstrui os poros. R$ 60


Mas como escolher o protetor solar ideal? A Dra. Mariane Shono, da Clínica de Dermatologia do Dr. Nuno Osório, dá algumas dicas. Segundo ela, devem ser considerados fatores como: tipo de pele, área a ser aplicado (rosto ou corpo), objetivo (uso diário ou para prática de esportes), e a possível existência de doenças de pele, que são agravadas ou desencadeadas pela luz solar. Nesse caso, o fator deve ser maior.


Adriana Leite, dermatologista e colunista do Delas, recomenda o uso do filtro solar 30 diariamente. Na praia, o cuidado deve ser redobrado. Quanto mais clara e sensível for a pele, maior deve ser a potência do produto. A dermatologista Adriana Vilarinho frisa: “O ideal são os que têm ação UVA/UVB e que façam ação de bloqueadores também”. É que os protetores atuam de duas maneiras: com filtros químicos e físicos, esse último tipo possui partículas opacas na composição que formam uma barreira física para bloquear os raios solares.


Para aqueles que reclamam do aspecto esbranquiçado que os protetores deixam na pele, a doutora aconselha as versões tonalizadas, que colorem suavemente e podem ser enriquecidos com vitaminas.

Siga essas dicas:

- O correto é aplicar 2 miligramas (uma colher de chá) de filtro solar por centímetro quadrado de corpo. Calcula-se que, para uma pessoa de porte médio, são necessárias nove porções de filtro distribuídas pelo corpo. Aplique uma porção em cada uma das seguintes regiões: face e pescoço, barriga e peito, braço e ombro direto, braço e ombro esquerdo e costas. Duas porções para perna e pé esquerdo, e a mesma quantidade para perna e pé direito.


- Protetores “resiste à água” e “à prova d’água”? O produto “resistente à água” é capaz de resistir a 40 minutos de imersão em água, enquanto os à prova d’água resistem a 80 minutos de imersão em água. Isso significa que o FPS do produto se mantém inalterado por esses períodos de imersão em água ou atividade física moderada.


- Fique de olho na embalagem, pois os bons protetores levam o selo da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Prefira um produto resistente à água e confira se ele protege também contra os raios UVA. O fator de proteção UVA deve ser um terço da proteção UVB (aquele que vem gravado na embalagem), por exemplo: um protetor solar 30 deve ter fator de proteção 10, pelo menos. Por isso, leia o rótulo com atenção.

- O FPS alto (maior do que 50) é indicado para pessoas com dermatoses desencadeadas pelo sol e para pessoas que se submeteram a algum procedimento mais agressivo, como peeling, laser ou uso de ácidos na pele. Crianças também precisam de um alto nível de proteção, para isso, utilize protetor solar a partir de FPS 40 e complemente com outros recursos, como bonés e camisetas.

- Na praia, aplique o protetor solar de 15 minutos a 30 minutos antes da exposição solar. Reaplique a cada duas horas ou após transpiração excessiva ou mergulho na água.


- Os sprays são indicados para pessoas que sentem dificuldade na aplicação em áreas de difícil acesso, como costas, por exemplo.


Fonte: Alexandre Adoni