Conexão Lia Nagel

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Motociclista: razões de ser





Colaboração de um amigo muito querido motociclista
que
adora viajar pelas estradas de nosso maravilhoso Brasil.
Foto tirada em Salto Corumbá/GO.


Motivos para ser um motociclista:
Pelo espírito de liberdade;
Pelo vento na cara;
Por ter uma 125 e se sentir um Valentino Rossi numa 500;
Por ter uma custom e ser o próprio Peter Fonda em Easy Rider;
Por fazer novos amigos, que falam a sua língua;
Por poder viajar em grupos;
Por ficar encharcado e feliz;
Por ter a sua pista livre em cima da faixa, quando o trânsito está totalmente congestionado;
Por poder andar sujo, no melhor estilo aventureiro;
Por poder usar a sua fantasia de mau, com caveiras e crucifixos;
Para ir ao Mundial de Motos torcer pelo Alexandre Barros;
Para poder juntar um dinheirinho e comprar uma moto maior;
Por já ter dinheiro e status e finalmente voltar a andar de moto, como na juventude;
Para ouvir o ronco do motor;
Para matar de inveja o seu vizinho careta;
Para conquistar as menininhas;
Para trabalhar, porque a moto é o seu ganha-pão;
Para se sentir poderoso dentro do seu macacão de couro;
Para ter a sensação de voar, como um pássaro do asfalto;
Para ser o pole position nos faróis das grandes avenidas;
Porque a primeira trilha a gente nunca esquece;
Para passar nos pedágios sem pagar;
Para ter um estacionamento exclusivo no shopping center;
Para dar umas escorregadas, porque um tombinho não dói;
Para fazer uma curva e sentir o joelho quase ralando no chão;
Para encher o seu capacete de adesivos bacanas;
Para ir aos encontros de motos falar sobre motos;
Para tentar dar um cavalo de pau com a roda da frente, como Tom Cruise em Missão Impossível 2;
Para cruzar do Paquistão à Índia, como fez Rafael Karan, o aventureiro;
Para comprar um monte de acessórios e deixar sua moto personalizada;
Para poder carregá-la na caçamba da sua picape até a entrada da trilha;
Para servir de moto-táxi no Nordeste e faturar uma graninha a mais;
Para vir a ser um grande piloto de motovelocidade;
Para poder abrir sua própria oficina de motos;
Para um dia participar do Racing Day, em Interlagos;
Porque todos os caminhos levam a Daytona, o grande encontro mundial de motos;
Para se perder numa trilha no meio da noite;
Para rasgar sua calça no mourão da cerca;
Para deixá-la parada na garagem de casa e apenas ficar admirando-a;
Para sentir o cheiro de óleo queimado da sua velha e inesquecível 2T;
Porque entre sua a moto;
Porque a moto só tem dois lugares: não cabem a sogra e o papagaio;
Porque ela gasta muito menos combustível que seu carrão;
Porque ela leva você pelos caminhos da emoção;
Porque no peito de todo motociclista, bate um coração aventureiro;
Porque você consegue extravasar por trás de sua viseira, mesmo que as lágrimas embacem o seu caminho;
Porque um dia você sonhou que chegaria lá;
Porque você ama estar vivo;
Porque você isso, meu amigo, um amante da liberdade . . . motociclista.
Fonte: Motociclismo Magazine


Nenhum comentário:

Postar um comentário