Conexão Lia Nagel

quinta-feira, 15 de março de 2018

Simetria Facial e Atratividade

Faces mais simétricas são justamente as que parecem mais "masculinas" ou "femininas".



Simetria facial sinaliza saúde e bons genes, traços cobiçados por possíveis parceiros.

Imagens compostos de homens e mulheres brancos e negros com os 
rostos mais simétricos (nas pontas) e menos simétricos (no meio)
Uma equipe internacional de psicólogos deu um passo intrigante para responder a pergunta que intriga cirurgiões plásticos, modelos e, no fundo, quase todo mundo: qual a "receita" de um rosto bonito?
Com novos experimentos, eles mostraram que a beleza facial parece estar relacionada ao reforço das características de cada sexo.
Ou seja: as mulheres com os rostos mais perfeitos são as de face mais feminina, enquanto os homens bonitões são os de cara mais máscula.
Na pesquisa, coordenada por Anthony C. Little, da Universidade de Stirling, Reino Unido, a beleza é representada pela medição matemática da simetria facial - grosso modo, ela representa quão regular é o rosto, ou seja, se não há desigualdades entre uma metade da face e a outra.
Acontece que a simetria parece reforçar as características de cada sexo: rostos muito simétricos também são muito femininos ou muito masculinos, dependendo do indivíduo envolvido.
O resultado está num artigo na revista científica "PLoSOne". Os pesquisadores dizem ter demonstrado o efeito num grande grupo multicultural e até multiespécie - afinal, no estudo foram usados tanto pessoas de origem européia e africana, como animais do tipo macacos resos. Por incrível que pareça, os animais conservam as mesmas diferenças gerais entre a cara dos sexos que existem entre seres humanos.
Adeus, Leonardo di Caprio?


Antes de entrar nos detalhes da pesquisa e de suas implicações, uma dúvida deve estar na cabeça de muita gente: mas e Leonardo di Caprio? Kaká? E toda a imensa lista de galãs cobiçados pela carinha de menino, quase feminina?
Little explica: "Na verdade, eu mesmo já publiquei trabalhos mostrando que as mulheres tendem a preferir homens com rostos femininos, ou com aparência mais neotênica (juvenil). O que acontece é que as mulheres preferem homens mais masculinos nas horas em que os bons genes podem ser importantes -- quando sua fertilidade chega ao máximo, por exemplo".
A relação entre simetria do rosto (e do corpo em geral, lógico) e a boa qualidade genética é proposta há tempos. Resumidamente, pode-se dizer que um rosto simétrico é sinal de que está tudo em ordem no organismo, já que para tê-lo é preciso não ter deformidades de origem genética e escapar de infecções por parasitas, por exemplo.
A conexão com o reforço das características sexuais também é esperada, principalmente entre os homens, porque os hormônios sexuais, principalmente a testosterona (masculina), são capazes de dar uma derrubada no sistema de defesa do organismo. Se mesmo assim o rosto continua altamente simétrico, é sinal de que a pessoa possui genes tão bons que nem a bagunça hormonal é capaz de afetá-la.
Jogo de cartas


É aí que entra o experimento de Little e companhia. Usando europeus, africanos e macacos resos, eles criaram uma série de "rostos compostos", um deles representando alta simetria e outro baixa simetria, em ambos os sexos. Depois, pediram a dezenas de estudantes universitários que escolhessem a face mais masculina e a mais feminina entre as várias amostras.
O resultado parece bater o martelo na associação entre simetria e feminilidade ou masculinidade: em quase 70% dos casos, as pessoas identificavam como mais masculino ou feminino o rosto mais simétrico -- e isso funcionou, em parte, até entre os macacos resos.
Segundo Little, a preferência das mulheres por rostos mais masculinos acontece também quando elas estão em busca de relacionamentos de curto prazo ou quando já têm um parceiro, mas querem, digamos, diversificar um pouco.
"Então, pode ser que elas prefiram o lado carinhoso dos machos com traços femininos, mas mudem e passem a buscar homens mais masculinos quando podem adquirir bons genes para seus filhos. Desse jeito, elas ganham o melhor dos dois mundos", afirma ele.


Fonte: Reinaldo José Lopes

Simetria Facial e Atratividade

A beleza e atratividade física são a percepção de características físicas que uma pessoa, ou grupo de pessoas, considera bela ou atraente. Tal beleza, ou atratividade física, pode incluir varias implicações como por exemplo atratividade sexual, graciosidade ou beleza física. Alguns aspectos de como traços físicos são julgados atraentes são universais, enquanto outros são restritos a culturas, sociedades ou períodos de tempo específicos. A beleza pode ter efeitos significativos em como a pessoa é julgada, em termos de oportunidades sociais, amizades, comportamento sexual, etc.

Percepção da beleza

Ambientes culturais, sociais ou períodos de tempo podem ter forte efeito no grau pelo qual as pessoas determinam certos traços como atraentes. Como parte do processo de socialização, as crianças geralmente aprendem o que sua cultura ou época considera atraente. A mídia, incluindo as formas escritas e visuais, como filmes e desenhos por exemplo, freqüentemente retrata os "vilões" como menos atraentes, enquanto os protagonistas são geralmente belos. Isso costuma ocasionar a percepção que beleza pode ser relacionada à bondade ou virtude. Às crianças são mostrados exemplos de o que é considerado bonito em forma de bonecas, fotos e capas de revista. A percepção do que é considerado atraente também é fortemente influenciada por outras culturas dominantes e o impacto dos seus sistemas de valores.
Noções universais de beleza

Fortes correlações entre características físicas e o que é considerado atraente foram encontradas em várias culturas. Apesar de variação significativas, existe alto grau de concordância entre as culturas do que é percebido como atraente quando associado à saúde humana. Uma das características mais importantes é a simetria, uma vez que a falta dela geralmente implica em deformidade. De forma similar, pele com aparência saudável é universalmente associada à beleza. Crianças pequenas, as quais presumidamente ainda não foram afetadas pela cultura, tendem a escolher as mesmas faces consideradas atraentes pelos adultos. Alguns experimentos nos Estados Unidos parecem confirmar que grande parte do que é considerado atraente é inato.

Fonte: CopacabanaRunners

Pesquisadores apontam relação entre simetria facial e saúde mental na velhice



Resultados mostram que o resultados envolvem somente pessoas do sexo masculino


Psicólogos da Universidade de Edimburgo descobriram que homens com alto nível de simetria facial têm menores chances de o funcionamento do cérebro decair entre as idades de 79 e 83 anos.

Utilizando resultados da Pesquisa Mental Escocesa, realizada em 1932, pesquisadores mediram a simetria facial de homens e mulheres.

Estes resultados foram relacionados a raciocínio e desempenho em testes de tempo de reação.

Os resultados mostraram que simetria facial em homens está relacionada com a forma como o corpo e a mente envelhecem, de acordo com o estudo publicado na revista Evolution and Human Behaviour.
Os resultados comparativos não foram encontrados em mulheres. Os investigadores especulam que isso poderia ser por causa dos efeitos específicos do DNA no sexo sobre o envelhecimento.
As mulheres vivem cerca de quatro anos mais do que os homens, em média, e funções cognitivas declinam especialmente mais rápido nos últimos anos antes da morte.
Os pesquisadores dizem que os resultados mostram uma relação entre a condição física e declínio mental.
Os resultados indicam que a simetria facial pode ser um reflexo de um desenvolvimento estável do corpo masculino.
Isso mostra que a pessoa pode ter sido sujeita a menos distúrbios genéticos e ambientais, tais como: doenças, toxinas, desnutrição ou mutações genéticas durante seu desenvolvimento.

Fonte: Universidade de Edimburgo

Concluindo: a beleza e a atratividade de uma pessoa, avaliada pela simetria de seus traços, são a exigência visual que a biologia utiliza para indicar que homens e mulheres possuem genes de qualidade. Deste modo, homens e mulheres querem que seus pares sejam bonitos e atraentes, pois, sem saber, seu instinto de conservação da espécie interpreta a beleza como um sinal de qualidade genética que será transferido à geração seguinte.




Nenhum comentário:

Postar um comentário