Conexão Lia Nagel

Pesquisar neste blog

Tradutor - Translate

domingo, 19 de dezembro de 2010

O Homem no Relacionamento


Que tipo de homem uma mulher realmente deseja?
Uma dica: não é Homer Simpson.





Ben é sensível e tenta agradar Míriam, mas quando há um problema que precisa ser resolvido, ele parece alheio. Quando ela pede que tome uma decisão, ele diz: "Você resolve." Ele deseja agradar, mas não percebe que a está frustrando.




Compreendo porque Ben é inseguro sobre o seu papel. Como muitos homens hoje em dia, recebo tantas mensagens sobre como deveria agir um homem num relacionamento, que fico atônito. De vez em quando, a mídia lança novas idéias sobre como deve ser o homem. Durante algum tempo, foi o "cara sensível, estilo New Age". Depois foi a vez do "metrossexual", aconselhando o homem a desenvolver seu lado feminino.




Já ouvi homens casados dizendo aos jovens que a chave para um casamento feliz é: "Sim, querida". Já recebi e-mails repletos de piadas que ridicularizam os homens – como aquela: “Qual a diferença entre um homem e um bom vinho? O vinho amadurece.”




Na televisão, passamos de "Papai Sabe Tudo", onde o pai era um homem sábio e carinhoso que nunca errava, para Homer Simpson, um bufão que não faz nada certo. Homer realmente influencia as pessoas sobre como um homem deve ser? 



Numa recente pesquisa no Canadá pela firma Ipsos-Reid, mais de 25% dos pais com idades entre 18 a 34 anos se identificam com Homer Simpson quando falam com os filhos sobre um assunto difícil, e quase 20% dos filhos adultos da mesma faixa etária associam o próprio pai com Homer.



Com tantas idéias conflitantes, comecei a procurar alguma coisa séria sobre o homem num relacionamento. Li livros sobre casamento. Não me disseram nada. Li livros judaicos sobre casamento. Encontrei ali muita sabedoria, mas eu estava procurando conselhos sobre como um homem deveria ser.




Então fui até as fontes judaicas originais. Comecei com Adam – o primeiro homem no mundo que esteve num relacionamento. Adam estava sozinho. Queria uma mulher. Pediu uma esposa a D'us e D'us criou Eva para ser uma "ezer k'negdo" – uma ajudante opondo-se a ele ou uma ajudante contra ele (Bereshit 2:18).



Uma ajudante contra ele? O que isso quer dizer? Olhei o comentário ao pé da página que citava o Talmud: "Se o homem é digno, a mulher será sua ajudante; se ele não for digno, ela ficará contra ele."



Esta frase mudou a maneira pela qual eu olhava os relacionamentos. A mensagem: Cabe ao homem fazê-lo funcionar. É sua responsabilidade. Pare de culpar os outros. Se um homem trabalha em si mesmo e se torna digno, a mulher será sua parceira. Caso contrário, ela ficará contra ele.




O que acontece no primeiro relacionamento do mundo? Adam e Eva estão no Jardim do Éden. Eles têm um mandamento: “Não comam o fruto da Árvore do Conhecimento.”



Eva o come e o oferece a Adam, que come também. Então Adam se esconde nas moitas e D'us pergunta a ele: “Adam, comeste o fruto da Árvore do Conhecimento que Eu ordenei não comer?”



O que Adam faz? Assume responsabilidade pelo ocorrido?

Não. Ele diz a D'us: "A mulher que me enviaste me deu o fruto e o comi."




Não pude acreditar. Ele cedeu a algo que sabia estar errado e então culpou a mulher. Pensei que somente os homens de hoje fizessem isso. 



Pôr a culpa na esposa ajudou Adam a livrar-se da responsabilidade? D'us não disse: "Adam, entendo – ela o forçou a isso, você não é responsável pelo que aconteceu." Mas exatamente o contrário. Ele castiga Adam por comer o fruto, e por não usar seu próprio julgamento. Creio que isso significa que uma das primeiras lições no primeiro capítulo de Bereshit é sobre aquilo que um homem deve ser num relacionamento.



Minha pesquisa levou-me a descobrir muita sabedoria eterna que durante gerações nossos pais ensinaram aos filhos – sabedoria que é muito relevante hoje em dia. O pai ausente de hoje, seja pelas longas horas no trabalho ou pelo divórcio, significa que muitos meninos crescem sem um forte modelo masculino.



Aqui estão cinco lições que aprendi na minha jornada em busca da sabedoria sobre como um homem deve ser num relacionamento:



Lição nº 1: 

Assuma a responsabilidade

Aprenda com Adam. Não faça coisas que você sabe estarem erradas e depois culpe outros. Se cometer um erro, assuma a responsabilidade pelas suas ações. Um dos significados da palavra "marido" é alguém que gerencia a família com capacidade. Um gerente assume responsabilidades. Com freqüência ele é considerado responsável. As pessoas perguntam a ele: "Por que deixou que isso continuasse?" Um homem tem de olhar para si mesmo e ver como pode mudar as próprias ações para lidar adequadamente com situações semelhantes.



Lição nº 2: 


Demonstre liderança


Se um homem deseja ser visto como digno e ter um bom relacionamento com uma mulher, ele precisa mostrar liderança. Quando ele vir uma situação que precisa resolver, deve dar um passo à frente e cuidar do assunto. As pessoas admiram aqueles que dão um passo à frente para lidar com situações difíceis. Não admiramos aqueles que se afastam e esperam que os outros resolvam o problema.

Alguns homem evitam assumir a liderança porque não querem ser criticados. Eles pensam que estão mais seguros assim. Um homem deveria dizer: "Eu cuido disso", e tomar a iniciativa de encontrar soluções. Se ele não está certo sobre qual é a solução, faz aquilo que os outros líderes fazem – consulta as várias fontes de informação disponíveis.



Lição nº 3: 

Tome decisões


Um homem precisa tomar decisões e assumir responsabilidade pelo resultado. Se ele reluta em tomar decisões, ela pode ressentir-se dele. Parte da tomada de decisões é entender as opiniões da outra pessoa e ser flexível. Ela não quer alguém que a controle, mas também não deseja alguém que deixa toda decisão a cargo dela. Um homem que tem medo de tomar uma decisão errada deveria perguntar-se: Quem deve tomar decisões? – alguém que não tem medo de cometer erros.



Lição nº 4: 

Seja Forte


O Talmud pergunta: Quem é forte? Aquele que consegue controlar suas paixões (Ética dos Pais, 4:1). Quem consegue controlar sua ira é melhor que um homem fisicamente forte que pode conquistar uma cidade. Explodir em fúria pode prejudicar seriamente um relacionamento. Se um homem acha que não pode controlar sua ira, ele deveria imaginar-se ficando furioso com alguém, então o telefone toca e é seu chefe. Ele se acalmaria? Claro, senão perderia o emprego. Não ficar irado não significa que ele aceita um mau tratamento; ele calmamente estabelece limites no tratamento que aceita dos outros. 



Lição nº 5: 

Seja homem


Ser homem não significa ser machão. A masculinidade engloba as qualidades positivas de determinação, força nas próprias convicções, autoconfiança, elevadas qualidades morais, autodisciplina, honestidade e integridade. Um homem que é másculo tem coragem para lidar com dificuldades, sofrimento, dor ou perigo sem fugir, apesar de seu medo.


Fonte: Elliott Katz

Nenhum comentário:

Postar um comentário