Conexão Lia Nagel

Pesquisar neste blog

Tradutor - Translate

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Quer ser bonita aos 30, 40, 50, 60 anos? Busque a saúde da pele e não a juventude eterna

A verdadeira beleza

Envelhecer mantendo uma pele sadia, tratada, com viço, sem manchas e rugas minimizadas. Envelhecer sem apagar as marcas do tempo, mas preservando a saúde da pele e tornando essas marcas menos visíveis. Envelhecer com orgulho de se olhar no espelho e se sentir de bem com a idade. Sem cometer excessos na equivocada busca pela juventude eterna. Sem parecer uma ‘caricatura' de si própria e com orgulho de sua história de vida.




Para mim, o verdadeiro conceito da Dermatologia Moderna está baseado nessas premissas. Envelhecer é inevitável. É um processo natural do nosso organismo. Mas aliando pesquisa e alta tecnologia, é possível retardar os efeitos maléficos do envelhecimento e manter uma pele bonita e saudável por muitos e muitos anos.


Temos que tirar da cabeça que a beleza só está associada à juventude. É possível ser uma mulher bonita e desejada aos 20 ou 30 anos, mas também aos 40, 50, 60 ou mais. Muito pior é uma mulher de 50 querer voltar no tempo artificialmente e exibir um rosto ou corpo de 30. Na corrida pelo rejuvenescimento a qualquer custo, muitas pacientes acabam exagerando na dose e transformando suas feições, perdendo a expressão e errando a mão nos preenchimentos e procedimentos afins. Precisamos acabar com esse culto exagerado à juventude eterna e apostar em outros caminhos, como o da chamada Dermatologia Preventiva.


Assim como as pessoas praticam exercícios para manter o peso e melhorar o sistema cardiovascular ou trabalham a memória para estimular os neurônios, por que não estimular a produção de colágeno para manter a saúde de sua pele? Isso nada tem a ver com deixar uma pessoa de 50 com aparência de 30, mas sim colaborar para que uma mulher de 50 tenha uma aparência leve, saudável e de felicidade, o que passa por uma pele sem manchas, com boa textura e viço.







Uma pele bem tratada ajuda na melhora da autoestima e na forma como essa pessoa se relaciona, seja em casa com a família, no trabalho ou socialmente. Este sim é o conceito e o caminho da nova Dermatologia. Infelizmente, as pessoas estão com uma ideia ainda muito distante e equivocada do que é rejuvenescer e cabe a nós, médicos especialistas, passar informação correta e conscientizar a população.





Outro ponto fundamental: o tratamento regular da pele evita o surgimento do câncer de pele. Quando se faz visitas regulares ao dermatologista, é possível o diagnóstico precoce da doença. Além disso, os tratamentos renovam a pele fotodanificada. As peles mais claras, então, são as que mais sofrem com a exposição solar inadequada. E é muito difícil encontrarmos uma pessoa que não tenha se exposto de forma errada ao sol ao longo dos anos. Por isso, o exame dermatológico da pele é fundamental e deve ser feito, pelo menos, uma vez por ano.


Hoje a Dermatologia está muito avançada. Não faltam tratamentos, tecnologias e equipamentos para tratar a pele, incentivar a produção de colágeno, disfarçar rugas, minimizar olheiras, recuperar o viço e a textura, tirar manchas de sol ou gravidez. No caso dos procedimentos corporais, outra infinidade de opções para combater celulite, flacidez e reduzir medidas.


A Dermatologia Cosmiátrica tem dado contribuições importantes para quem leva a sério os cuidados com a pele. Graças aos seus avanços, é possível combinarmos tecnologias, associando uma série tratamentos de última geração, através de um Programa de Tratamento Personalizado, prescrito em cima do histórico, necessidades e características de cada paciente.

Os resultados são mais eficazes, rápidos e duradouros.A luz do laser, por exemplo, é capaz de atuar na derme, produzindo a formação de colágeno novo. Esse sim é o verdadeiro rejuvenescimento da pele de dentro para fora, seguro e sem riscos.



Então, que tal começar logo a cuidar da sua pele sob este novo olhar?



Fonte: Dra. Paula Bellotti é dermatologista, formada em medicina pela Universidade Federal Fluminense (UFF), no Rio de Janeiro, com pós-graduação em Dermatologia Clínica e Cirúrgica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e da Société Française de Dermatologia.






Seja eternamente feliz.
Lia Nagel


2 comentários:

  1. Elizabeth Soriano7 de julho de 2010 13:53

    Hoje resolvi fazer um culto a beleza e vi suas matérias e parti para o abraço.
    Só faltou sobre minhas inseparáveis olheiras, que , com certeza, já não me pertencem mais.
    Abraços e beijocas mil,
    Beth

    ResponderExcluir
  2. Maninha, amei seu comentário. Obrigada pelo seu carinho. Continue sendo minha seguidora fiel. Beijos.

    ResponderExcluir