Conexão Lia Nagel

Pesquisar neste blog

Tradutor - Translate

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Use a ambição ao seu favor!!

Você sabe aonde que chegar?
Ou qual caminho vai usar para onde quer chegar?
Isso sintetiza ambição. Que do latim quer dizer “aquilo que nos faz criar nosso próprio caminho”.


Muitas pessoas quando escutam essa palavra não vêem com bons olhos e associam com coisas negativas e ate que pode prejudicar. Muitos chegam a confundir o ambicioso com uma pessoa gananciosa.
Não existe uma pessoa que não seja ambiciosa, mas existem graus, que é o que diferencia cada uma dessas pessoas.


A ordem é: nada de se contentar com pouco. Querer chegar além e trabalhar para isso traz benefícios em todos os âmbitos da vida.


O primeiro passo é nunca culpar os outros pelos nossos problemas. Saiba que a inferiorização só acontece quando permitimos como uma autossabotagem inconsciente que faz as mulheres se colocarem abaixo dos homens.


Muitos acreditam que o ambicioso é a pessoa que é capaz de tudo para conseguir o que quer, mas estudos feitos por psicanalistas mostraram que a ambição como um impulso inerente ao processo de desenvolvimento humano e pode ser um grande aliado daqueles que desejam crescer profissionalmente e financeiramente, mas claro usando a ambição de forma correta.


Para especialistas ela é o desejo que nos permite fazer aquisições que geram resultados para o nosso desenvolvimento. Ela vem em conjunto com nosso temperamento, como intensidade dos afetos, sensibilidade aos estímulos, disposição inata e muito mais.


Ainda acrescente a isso, a influência que a cultura e os hábitos familiares e das expectativas nos causam. A ambição pode ser um impulso que gera crescimento ou ser fonte de sofrimento, mas como tudo na natureza humana. E para fazer a diferença em tudo isso vem a motivação.


Na nossa mente tem muitas coisas, e no inconsciente humano, tem motivações irrealistas, imaturas e infantis, que se baseiam no medo. E nisso a ambição pode substituir outra necessidade a que a pessoa não tem acesso porque está inconsciente, e com isso o ambicioso procura provar sua superioridade a todo instante, em função da baixa autoestima ou do medo.


E nesse tipo de situação a ambição pode se tornar compulsiva, e nesse momento a pessoa começa a passar por cima da razão para atingir seu objetivo. Apegado ao prazer de ganhar, ele vive temendo perder e evitando tudo o que possa por em risco seu objetivo. E a pessoa nessa situação até consegue ganhar, mas por ela estar só apegada ela não consegue desfrutar o que consegue. Devido que ela não consegue ver direito e assim ela não entende a real motivação, e com isso vai ficando cada vez mais suscetível, e com isso ele fica cada vez mais próximo de fracassar, e não conseguir o que deseja.


Mas se o que deseja ele conseguir ele conseguir direcionar sua ambição para essa realização. Ela com isso conseguira ser descontraída, e com isso fluirá e sem tensão. E assim o sucesso será alcançado mais facilmente.


E saiba que ambição não garante a prosperidade, sucesso ou prestígio.


Para usar a ambição a seu favor é preciso ter aptidão emocional. E isso significa reconhecer, interpretar e responder de forma construtiva às próprias emoções, e com isso conseguira usar ela a seu favor, e isso vem em conjunto com a ética, que também é fruto de aptidões.


Quer uma posição no trabalho, procure começar a se destacar no seu ambiente de trabalho. Ao transbordar felicidade e empenho com aquilo que faz, receberá elogios e satisfação pessoal. O sucesso não bate na porta, ele vem com muito esforço, nunca se esqueça disso.


Saiba que dedicação nunca deve faltar na sua vida. Esteja sempre pronta para o que der e vier.
Você precisa se fazer notar para merecer, se ficar quieta no seu canto jamais terá um cargo de alto nível.


E para completar, sua preparação emocional é fator decisivo para o sucesso.
Pressa para alcançar os objetivos faz com que muitos ambiciosos percam os limites e acabem comprometendo seu futuro nos negócios.

Paciência, disciplina, motivação e, principalmente, saber lidar com obstáculos e não se abalar com uma derrota.


Essas são as virtudes de uma pessoa ambiciosa que sabe o que quer.

Fonte: BolsaMulher, Administradores


Ambição a seu favor
Muitas vezes encarada como um defeito, a ambição é cada vez mais considerada uma virtude no mundo dos negócios. Para especialistas em comportamento corporativo, as empresas reconhecem um profissional com comportamento ambicioso e estimulam o sentimento entre os funcionários por acreditarem que essas pessoas, quando agem na medida certa, só trazem benefícios e crescimento tanto para a empresa quanto para o profissional.
Quando a ambição faz bem
- A ambição está diretamente ligada ao sucesso profissional e é cada vez mais levada em conta na hora de uma promoção. Por isso, pessoas ambiciosas têm mais chances de crescer profissionalmente.
- O profissional deve deixar claro para seus colegas e superiores suas pretensões profissionais. Conquiste a confiança deles. Para isso, mostrar a sua competência e a sua responsabilidade é o melhor caminho.
- Um profissional ambicioso reconhece os seus pontos positivos e sabe onde deve melhorar.
- Tenha em mente que a ambição é uma virtude e não um defeito. Não tenha medo de se mostrar.


Para a ambição não sair dos limites
- Nunca deixe de reconhecer o trabalho bem feito de seus colegas.
- Se a empresa precisar que você fique por um determinado tempo em uma função, tenha paciência. Assim como a ambição ela também é uma virtude.
- Se precisar dar "feedback" para um colega, fale diretamente com ele, nunca vá direto ao seu superior.
- Tenha cuidado para não parecer um bajulador. Se mostre igualmente para superiores e colegas.
- Nunca haja sem ética e honestidade.
- Não deixe de dividir informações com seus colegas de trabalho.
Como reconhecer um ambicioso no trabalho
- É uma pessoa motivada e está sempre disposta.
- Encara com otimismo as metas mais difíceis de serem alcançadas.
- Busca sempre aumentar seus conhecimentos.
- É disciplinado.
- Sabe ter paciência, mesmo quando tem pressa para atingir seus objetivos.
- Sabe trabalhar em equipe.
- Não se abala com uma derrota.
- É uma pessoa ética e justa.
- Sabe dividir informações com os colegas.

Ambição: bom ou ruim?


MATEUS 21. 33 A 39
Atentai noutra parábola. Havia um homem, dono de casa, que plantou uma vinha. Cercou-a de uma sebe, construiu nela um lagar, edificou-lhe uma torre e arrendou-a a uns lavradores. Depois se ausentou do país. Ao tempo de colheita, enviou seus servos aos lavradores, para receber os frutos que lhe tocavam. E os lavradores, agarrando os servos, espancaram a um, mataram a outro e a outro apedrejaram. Enviou ainda outros servos em maior número; trataram-nos da mesma sorte. E, por último, enviou-lhes o seu próprio filho, dizendo: A meu filho respeitarão. Mas os lavradores, vendo o filho, disseram entre si: Este é o herdeiro; ora, vamos, matemo-lo e apoderemo-nos da sua herança. E, agarrando-o, lançaram-no fora da vinha e o mataram.


O texto nos conta que um homem plantou uma vinha, cercou-a com plantas, construiu um lagar, que geralmente se tratava de um grande tonel onde várias pessoas trabalhavam juntas pisando as uvas, e arrendou-a para alguns trabalhadores e viajou.
Pelo que nos parece o pagamento pelo arrendamento seria com uma parte dos frutos e, no tempo certo, o arrendatário mandou alguns trabalhadores receber a parte que lhe cabia, porém os lavradores, além de não pagarem o que deviam , bateram e mataram as pessoas que foram cumprir a tarefa de receber.
O dono da vinha insistiu, mandando outras pessoas para receber o seu pagamento,o texto diz que o número foi maior, entretanto ocorreu a mesma coisa, os lavradores agiram da mesma forma.
Finalmente, o dono da vinha, achando que o problema estava nas pessoas que ele enviou em primeiro lugar, enviou o seu filho, entendendo que , por ser seu filho, ele seria mais respeitado e, então conseguiria efetuar o recebimento.
Todavia, os lavradores não tiveram o menor respeito e raciocinaram de uma forma completamente diferente do dono da vinha, mataram o seu filho, justamente por este motivo, ser o filho, pois entenderam que, por se tratar do herdeiro, eles poderiam se apoderar da herança, a vinha.
Neste ponto gostaria de refletir um pouco com relação ao comportamento dos protagonistas desta história; os lavradores e o dono da vinha: Os lavradores foram dominados pela ganância, de repente eles viram a possibilidade de se apoderarem daquele lugar e não mediram conseqüência para isto. Saíram matando as pessoas objetivando, apenas, se apoderarem daquilo que não era deles. Isto está explícito, está claro.
Mas o que nos intriga é o sentimento que se apoderou do dono da vinha. Qual terá sido? Ele viu aqueles homens matar alguns de seus empregados, não satisfeito mandou outros que também foram mortos e, por último, enviou o seu próprio filho para a morte. Em momento algum ele se desviou do seu objetivo, em momento algum ele pensou noutra coisa a não ser receber o fruto do arrendamento. Então a resposta, com relação ao sentimento do proprietário da vinha, é que ele também foi dominado pela ganância.
Quando olhamos, de pronto, o texto, achamos que os homens maus são os lavradores, eles é cometeram o ato, consumaram as execuções e o proprietário é uma vítima. Ledo engano, o proprietário é tão culpado, ou mais, quanto os lavradores, ele é tão ganancioso quanto eles. Em momento algum o texto nos mostra alguma preocupação de sua parte para com os trabalhadores ou com o seu filho.
A atitude de qualquer pessoa que não estivesse dominado pelo sentimento da ganância seria, após a morte dos primeiros trabalhadores, recuar, parar para pensar, procurar uma estratégia, porém, qualquer coisa que fosse feita, a vida das pessoas deveria ser preservada, mas não, ele só pensou no fruto de seu arrendamento.


A ganância está diretamente relacionada com a ambição
, inclusive em alguns textos estas palavras aparecem como sinônimas, entretanto muitas pessoas entendem que a ambição é um sentimento bom, que não há nada de errado em ser ambicioso, pelo contrário, para ser um bom profissional, por exemplo, é necessário possuir ambição. Na ambição está implícito a capacidade de gerar resultados, coragem para assumir riscos, persistência, disposição para aprender, competitividade, liderança, tudo isto é ambição.
Se você disser, numa entrevista de emprego, que não é ambicioso, poder crer não vai passar.

Fontes: Camila Mariano, da Catho ; Lícia Egger Moellwald, consultora da área de treinamento corporativo e professora da Universidade Anhembi Morumbi



Motivação - 3 dicas para obter melhores resultados




1. Seja a sua própria rocha


O caminho certo é ter uma leitura adequada dos desafios. Se você olhar as situações como problemas ficarão paralisados, mas se enxergá-las como um desafio irá considerá-las como uma etapa e ficará estimulado a reagir de maneira mais apropriada.

2. Se veja como um atleta corporativo



Os atletas de alta performance também treinam no campo mental (além das simulações).
Visualizam como seria uma competição ideal, formulam as situações mais difíceis e fantasiam como irão lidar com ela.
3. Se prepare para o fracasso, mas se surpreenda com o sucesso


Muitos profissionais não consideram a possibilidade de dar tudo errado.
Não se esforçam nos primeiros clientes ou nos primeiros dias do mês porque acreditam na virada.
Basta constatar que a maioria das empresas bate suas metas "no final do segundo tempo".


Fonte: Marcos Simões - Psicólogo Organizacional







Nenhum comentário:

Postar um comentário