Conexão Lia Nagel

Pesquisar neste blog

Tradutor - Translate

terça-feira, 29 de junho de 2010

O que fazer para aumentar minha auto estima?

Todas as pessoas têm altos e baixos na vida, só que uns sofrem mais que outros, com isso, e tem pessoas vivem a a lamentar os seus fracassos, mas na verdade estão acomodadas a um conjunto de desculpas que justificam o receio de avançar.

A auto confiança pode ser medida nas realizações pessoais e profissionais. Mas o que muitos não sabem é como aumentar ou fortalecer ela.

Ela pode surgir de um tratamento brusco por parte de alguém ou mesmo um julgamento interior depreciativo em alturas mais complicadas. E esse tipo de comportamento acaba por ser normal devido à magnitude a que o mundo hoje nos obriga a viver. E passa a ser um problema quando isso se torna um sentimento normal na pessoa, que passa a só se depreciar.

E quem mais sofre com isso são pessoas que tiveram depressões, fobias, doenças ou algum defeito físico. Muitas dessas pessoas acabam por levar vidas infelizes por não darem o devido a não se valorizarem. E com isso ela não goza a vida e ainda deixam de tentar concretizar os seus objectivos e sonhos.

E para começar a melhorar sua autoestima e se fortalecer sua proteção emocional, se deve estar pensando, e a primeira coisa é faça uma retrospecto e procure identificar comportamentos e crenças negativas, desde a infância até a fase atual. Esse reconhecimento permite alterar o que não deu certo. Por isso em vez de pensar sou assim e pronto, deve pensar estou assim e posso mudar para melhor.

Devemos encarar as próprias falhas, mas isso não significa lidar com elas para sempre. Procure ficar muito mais atenta as suas qualidades, enquanto se concentra em transformar seus pontos fracos. Isso resulta em mais força. Você deve sempre procurar pensar que tem o direito e ainda o dever de se sentir bem consigo mesmo.

No começo isso pode ser difícil no começo, ou quando estamos passando por uma fase complicada, mas mesmo assim dever acreditar as coisas vão melhorar. E não se deixar levar por essas emoções e começar a falar negativamente consigo mesmo. E ainda com isso acaba sem querer sair de casa, ou começa a beber, e pior a se vingar nas pessoas que gosta. Você tem que evitar ao máximo que isso aconteça, porque só irá fazê-lo sentir-se pior. Tem de se virar para atividades que o façam sentir-se bem e com isso ira melhorar sua auto estima.

Que época da vida determina a boa auto estima, normalmente isso acontece no 3 anos da criança são fundamentais para que ela desenvolva uma boa autoestima. E isso acontece quando ela se sente emocionalmente nutrida, acolhida, aceita nas suas fraquezas e reconhecida por seus talentos; a tendência é que desenvolva apreço por si mesma. Por isso se você tem ou vai ter filhos, deve proceder dessa forma, pois isso será uma base para que a criança consiga reconhecer suas qualidades e fragilidades de maneira natural.

Para aumentar o amor próprio é importante uma atitude de se aceitar em suas falhas, e nada de pensar que é assim e não tem jeito, isso nunca, o que você deve é imaginar que está assim no momento, mas pode mudar e melhorar. Quem tem autoestima é proativo, não fica esperando as coisas acontecerem. Age, vai atrás, em vez de sempre reagir.

E a autoestima se revela no nível físico, mental e espiritual. Quem cuida da alimentação, pratica exercícios, gosta de se cuidar e estar bonita, demonstra que tem apreço por si mesma. No emocional e no espiritual são aquelas pessoas que procuram ver sempre o copo cheio, não fica se preocupando com o que não tem ou que deixou de conseguir, ou que não consegue realizar. É a pessoa que fica bem com a vida.

Mas pode que alguns sentimentos de resistência que poderão ser complicados de ultrapassar, mas aí deverá entrar a auto motivação para conseguir levar a cabo essas atividades.

A resistência irá desaparecer à medida que for conseguindo avançar no seu caminho até ao objetivos.

Não tenha medo de pedir ajuda aos seus familiares a amigos mais próximos, eles estarão lá para o ajudar a ultrapassar essa fase negativa.


Fonte: Melissa Toledo




Nenhum comentário:

Postar um comentário