Conexão Lia Nagel

sábado, 14 de maio de 2011

Mitos e verdades sobre cabelos

15 mitos e verdades sobre cabelos


Hoje te dizem que progressiva faz mal. Amanhã, não faz mais. Depois, falam que tintura estraga os cabelos. Daqui a pouco, você ouve que algumas tratam os fios



Antes que você enlouqueça, reunimos quatro profissionais para desvendar os mitos e as verdades mais comuns sobre cabelos.

São eles: O professor de Cosmetologia Maurício Pupo, as dermatologistas Érika Voltan e Marcella Delcourt e o químico especializado em desenvolvimento de produtos capilares Everton Freitas.


1. Escova progressiva prejudica o cabelo



Verdade: O formol e outros alisantes, usados nessas escovas, oxidam e destroem parte da proteína dos fios, deixando-os mais quebradiços, porosos e sem brilho, explica Maurício Pupo. As progressivas costumam ser associadas a secadores e pranchas, o que agride mais ainda o fio. Everton de Freitas lembra que a Anvisa diz que os vapores do formol são altamente agressivos às mucosas, olhos e aparelhos respiratórios, mas tranqüiliza: Existem processos que não agridem tanto quanto as escovas com formol, por isso, procure um profissional de confiança.

2. Tinturas causam queda

Mito: Maurício garante que não. As tinturas agem apenas nos fios, não nas raízes. A menos que a mulher tenha alguma alergia aos componentes ou não utilize corretamente (exagerando no tempo, por exemplo). Marcella Delcourt concorda e acrescenta: Atualmente, as colorações mais modernas são compostas de aminoácidos que protegem o fio, pois fecham as cutículas que foram abertas pela amônia. Para os alérgicos, existem colorações sem corante sintético, que têm menos quantidade de amônia.

3. É proibido lavar o cabelo todo dia

Mito: Pode lavar, principalmente se ele for oleoso. Ficar muitos dias sem lavar a cabeça pode causar seborréia, explica Érika. E Marcella ensina que o ideal é fazer movimentos suaves com as pontas dos dedos e diz, também, que cabelos oleosos devem ser lavados todos os dias, com xampus específicos e sem massagens excessivas, para não estimular a produção de óleo. Quanto ao condicionador, passe apenas nas pontas.

4. Secador e chapinha prejudicam os cabelos

Verdade: Secador muito quente pode aumentar a incidência de seborréia. A chapinha deve ser feita com os cabelos secos, para não haver choque de temperaturas e causar a ruptura dos fios, explica Érika. No caso da chapinha, o perigo é maior ainda, pois, ela pode chegar a temperaturas em torno de 200ºC, completa Maurício.

5. É necessário usar xampu anti resíduos

Verdade: Everton diz que, se houver o uso de muitos produtos no cabelo, o anti-resíduos é essencial. Assim, o cabelo fica desintoxicado do excesso de química. Maurício concorda, e aconselha até para os que usam apenas xampus, condicionadores e cremes de hidratação. Marcela indica esse produto uma vez por semana ou a cada 15 dias.

6. Cabelos descoloridos ficam mais frágeis

Verdade: No processo de descoloração, ocorre a quebra da cutícula do cabelo, o que os tornam mais frágeis. Além disso, ficam mais desidratados, diz Érika, que recorda o básico: Faça uma hidratação após a descoloração e tinturas, para devolver as camadas protetoras. Marcella fala mais: Evite mexer em fios danificados por processos químicos. Uma descoloração pode deixá-los ainda mais fracos.

7. Cortar as pontinhas com frequência dá força ao cabelo

Mito: De maneira alguma, afirma Maurício Pupo. Dependendo do corte, pode até afetar a raiz. Marcella acha o mesmo: Cortar elimina as pontas duplas e as partes danificadas, dando um efeito de cabelo saudável. Só isso. O fio cresce cerca de um centímetro por mês, aparando as pontas ou não.

8. É bom usar ampolas de vitaminas no xampu

Mito: Érika Voltan avisa que não resolve, pois o xampu não fica tempo suficiente na cabeça para penetrar as vitaminas. Marcella completa: O ideal é uma dieta equilibrada, capaz de fornecer essas vitaminas, que agirão de dentro para fora, e não o contrário.

9. É preciso fazer máscaras semanais

Em termos: Não é obrigatório, mas, os quatro profissionais aprovam a idéia. Érika e Maurício dizem que depende do estado das madeixas. Se estiverem muito ressecados, sim, diz a dermatologista. Cabelos danificados, tingidos ou alisados necessitam de tratamentos intensivos e, neste caso, as máscaras são uma excelente alternativa, avalia o professor.

10. Chapéus prejudicam o cabelo

Verdade: Usá-los com os cabelos molhados pode causar seborréia, de acordo com Érika Voltan. Maurício alerta ainda para os tecidos que deixam o couro cabeludo úmido. Isso favorece a proliferação de microorganismos, podendo desencadear vários problemas. Para piorar, alguns chapéus, se forem apertados, podem agredir as raízes.

11. Alimentação influencia

Verdade: Sem pestanejar, todos concordaram. A falta de nutrientes, como ferro e zinco, pode levar à queda, segundo Érika. E Maurício detalha: Uma alimentação balanceada – especialmente rica em proteínas e vitaminas antioxidantes – mantém os cabelos fortes e saudáveis. Dentre as mais importantes, estão as vitaminas A e C. Marcella dá mais uma dica: Para o bom funcionamento das glândulas sebáceas e lubrificação dos fios, invista nas gorduras insaturadas, como o azeite de oliva.

12. Prender o cabelo estraga os fios

Verdade: Pessoas que têm os cabelos crespos e costumam prender com força, ao longo do tempo, podem perder os fios da parte da frente do couro cabeludo, pois os fios começam a nascer mais para trás alerta Érika Voltan. Essa tração prejudica não só a extensão dos fios, como a raiz, diz Maurício. Para não ter problemas, Marcella ensina que a mulher deve amarrar os cabelos só quando estiverem secos e por pouco tempo.

13. Problemas de saúde são os maiores causadores de queda

Verdade: Anemia, alterações da tireóide, doenças reumatológicas, remédios para depressão ou emagrecimento, sangramentos, pílulas anticoncepcionais podem derrubar os fios, lista Érika, Assim como os períodos após o parto, cirurgias, infecções ou febres altas, completa. Maurício lembra outros três inimigos: o estresse, as dietas radicais e as alterações hormonais.

14. Alongamentos estragam o cabelo

Em termos: Marcella e Evandro aconselham ter muito cuidado. O melhor processo é o feito com cabelo natural, que pode ser tingido, moldado e embaraça menos que o sintético, de acordo com Marcella que fala, também, que os problemas podem ocorrer na retirada do aplique. A cola utilizada sai com dificuldade. O cabeleireiro tem que ser muito cuidadoso. E se esse processo for mal feito, há o risco de destruir os fios verdadeiros. Evandro diz que o alongamento bem tratado não estraga os cabelos, e comenta os cuidados básicos. O pente e o secador precisam passar longe das emendas de cola. Eu recomendo que as mulheres coloquem e retirem o alongamento com o mesmo profissional, para evitar danos.

15. Água quente faz mal para os fios

Verdade: Ela contribui para o aumento da seborréia e pode causar queda, diz Érika. E Marcella completa: Água muito quente estimula a produção das glândulas sebáceas. Mesmo no inverno, tome banho com água morna. De acordo com o professor Maurício, o problema maior é associar a água quente com os detergentes agressivos presentes nos xampus. A combinação de água quente com xampu pode danificar os fios. Recomendo não usar água muito quente e deixar o xampu em contato com os cabelos o menor tempo possível, diz Maurício. A consequência das altas temperaturas é a diminuição da oleosidade natural dos fios, que formam uma capa protetora, encerra Evandro.

Fonte: Vitor Murad

Nenhum comentário:

Postar um comentário