Conexão Lia Nagel

Pesquisar neste blog

Tradutor - Translate

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Conheça alguns “erros” femininos cometidos no ambiente de trabalho

Ser mulher tem seu preço!

Há tempos as mulheres deixaram de ser líderes apenas dentro de casa. Ocupar um cargo importante em uma companhia e mostrar que seu trabalho faz diferença não são fatos incomuns no mercado atual. “Talvez, na história da humanidade, não tenhamos tido um espaço ocupado pela mulher tão importante quanto hoje”, afirma Ricardo Melo, consultor em desenvolvimento humano e profissional. “Antes, ela era o sustentáculo da casa e hoje está ocupando cargos de liderança na linha executiva”. Algumas características são mais aprimoradas no sexo feminino do que no sexo oposto. A concentração delas é melhor do que a dos homens, por exemplo. Sua atenção é chamada de multifocal - podem fazer diversas atividades ao mesmo tempo, enquanto eles... Além disso, o ego é muito mais acentuado no sexo masculino, o que pode ser prejudicial no campo profissional. “A mulher já ouve mais o que os outros têm a dizer, dá maior atenção aos colegas. Isso faz a diferença”, explica Ricardo.

Nem tudo é perfeito...

Há alguns pontos, entretanto, que se não forem observados devidamente, podem prejudicar a mulher dentro a empresa. O consultor aponta alguns deles. Confira!

Emoções descontroladas

A parte emocional é latente no sexo feminino. “Por conta de variações hormonais, a mulher possui uma oscilação das emoções muito maior”, explica Ricardo. Para não se perder emocionalmente, saiba o que está fazendo em sua função, qual o seu objetivo dentro daquela empresa. Se estiver bem-resolvida, o lado emocional fica controlado e, assim, pode fazer deste lado sensível uma vantagem perante os homens.

Competição feminina

As mulheres são muito competitivas entre si. Se cada uma não souber o que realmente busca na empresa podem ocorrer desentendimentos. “Elas brigam para chamar a atenção, para mostrar que uma é mais competente do que a outra”, explica o consultor.

Mania de perseguição

Por ser mais sensível, algumas mulheres acabam levando em consideração detalhes que, muitas vezes, não têm significado algum. Elas podem pensar que aquilo é pessoal e descambam. Use a sensibilidade a seu favor. “As mulheres podem perceber coisas que os homens nem se dão conta, como por exemplo, a necessidade de seus clientes.”

Sensualidade demais...

Toda mulher é naturalmente observada, tanto por outras mulheres quanto, é claro, pelos homens. Portanto, saiba qual a identidade que quer passar para os outros por meio de sua aparência e atitudes. Mulheres muito expansivas em ambientes que sejam dominados por homens podem chamar atenção demais. Lembre-se: tudo que é demais não é bom. Outro fator a ser observado é a vestimenta. Cada lugar exige uma roupa apropriada. Para os homens, a roupa da mulher fala muito sobre o que ela é. Muitas vezes, um decote mais ousado pode ser mal-interpretado. “E, infelizmente, os homens ainda são muito preconceituosos”, completa Ricardo.

Confusão de papéis

Saiba bem quem você é e o lugar que ocupa - são coisas diferentes, não se confunda. “Você não é o seu crachá!”, alerta o consultor. Por outro lado, deixe seu lado mãe e esposa em casa. Algumas mães vão para o escritório e, ao invés de liderar dentro da empresa, acabam tratando seus funcionários e colegas como se fossem filhos.

Artimanhas

Ainda há mulheres que utilizam de certos artifícios para poder subir na carreira ou no conceito do chefe. Saiba o seu lugar e não se permita tomar certas atitudes que não lhe cabem.

Dica!

“Não perca o que é mais lindo na mulher: a feminilidade!”, aconselha.

Não há necessidade de se masculinizar para garantir um lugar ao sol. Busque o equilíbrio, aquilo que ainda não tem. “Tem de haver um bom-senso”, conclui o consultor.


Fonte: Ana Paula Schleier

Nenhum comentário:

Postar um comentário