Conexão Lia Nagel

Pesquisar neste blog

Carregando...

Tradutor - Translate

sexta-feira, 1 de julho de 2016

See You Again... - ft. Charlie Puth (Wiz Khalifa)

Especialmente hoje (1 de julho), eu dedico essa canção a todas as pessoas que amo muito e se foram... para um lugar de muita paz...

Momentos inesquecíveis e de muito amor, amizade, cumplicidade...

Essas pessoas estão e e estarão sempre guardadas em meu coração e em minhas eternas e doces lembranças...

Sinto muito a sua falta ... saudades ... mas tenho certeza de que algum dia nos encontraremos ... nós nos veremos novamente!

Eu creio que essas pessoas que tanto amo e que já não estão mais entre nós aqui na terra, estão no mais maravilhoso e abundante de serenidade lugar em que alguém pode estar: nos braços do nosso Criador.

Que todos fiquem em paz e vivam no amor fraternal.

Com amor, Lia Nagel





quinta-feira, 16 de junho de 2016

Comportamento e normas de conduta na Internet: Netiqueta ou Netiquette (Versão atualizada)



Nos dias de hoje, dificilmente iremos encontrar alguém que nunca tenha acessado a internet – o maior conglomerado de redes de comunicação do mundo.
E as tão populares redes sociais? Elas invadiram o cotidiano das pessoas de todas as faixas etárias, até dos idosos.

Segundo dados da comScore Brasil, em 2009, o público sênior representava apenas 5% dos acessos à internet, mas, no fim de 2011, o índice chegou a 7%. Entretanto, a inclusão digital dos idosos está ainda restrita à classe social AB. O maior nível de escolaridade tem sido o principal fator para a penetração das redes digitais nas casas dos consumidores seniores, segundo a última edição do estudo “O Painel Brasil Data Sênior”, feito pelo Somatório Pesquisa, em 2011. Apesar de 34% das pessoas da terceira idade ter computador com acesso à internet em casa, apenas 16% estão inseridos no universo da informática.
O fascinante, prático, ágil, divertido, interessante mundo virtual entrou de vez na vida das pessoas!
O planeta conectou-se à Internet!


A Internet facilita o nosso dia a dia, encurta distâncias e nos possibilita ter acesso online de variados assuntos ao mesmo tempo.
É a magia da tecnologia!
E para interpretar essa magia, esse domínio da tecnologia na vida das pessoas pode-se atentar para o crescimento arrebatador dos ambientes virtuais de relacionamento – as redes sociais – que despontaram com o “boom” do processo de globalização e surgimento de novas tecnologias (internet, aparelhos celulares, tablets, etc).


Toda essa revolução nas comunicações instiga a globalização, o que tem contribuído para o progresso do processo de integração econômica, social, cultural e política mundial, que nada mais é do que “aldeia global” – termo criado pelo sociólogo canadense, Herbert Marshall Mcluhan, nos anos 60. O termo é usado como referência a uma nova visão de mundo, onde as diversas comunidades mundiais estão conectadas e interligadas por meio de tecnologias avançadas de comunicação e transporte, numa intensa troca de informações e exercício constante de compartilhamento de experiências, idéias, vivências e interesses com objetos comuns.


O limite de tempo e espaço na aldeia global desvanece.
Sem falar da velocidade vertiginosa que as informações são disseminadas por intermédio da Internet. É justamente na interatividade, disseminação, compartilhamento, divulgação de informações que as redes sociais têm um papel relevante nessa “aldeia global”.
“A rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que compartilham valores e objetivos comuns. Por isso, podemos dizer que elas são uma extensão de nossas vidas”.
De acordo com relatório da União Internacional de Telecomunicações (UIT), entidade que regula os serviços de telecomunicações globais, divulgado pelo organismo no primeiro semestre de 2012, há mais de um bilhão de usuários ativos de redes sociais, muitos dos quais se conectam usando dispositivos móveis e as assinaturas de banda larga fixa mais do que dobraram nos últimos cinco anos, chegando a uma estimativa de 591 milhões de usuários em todo o mundo. Esses dados constam do relatório "Tendências de Reformas em Telecomunicações", elaborado no ano de 2012, desse modo, os números já podem ser outros nos dias de hoje, tendo em vista que o acesso à Internet vem se elevando


Segundo pesquisas atuais, a líder do mercado das plataformas sociais do mundo continua sendo o Facebook, seguido da Google + (Plus) – que no último mês de dezembro de 2012, ultrapassou o 2º lugar do Twitter em número de usuários ativos. Em 3º lugar permanece liderando o Youtube, seguido do LiveJournal, Linkedin, My Space, Badoo, Orkut, Instagram, Pinterest, Tumblr, Tagged, Ning, entre outras.


Com tantas redes sociais disponíveis na internet há de ser essencial para a boa e educada comunicação e convivência de seus usuários, a elaboração de regras de conduta como forma de se adotar padrões de comportamento “menos nocivos e mais politicamente corretos e aceitáveis” entre os membros das comunidades.
Para tanto, criou-se a Netiqueta – Netiquette ou etiqueta na rede, palavra considerada uma gíria, derivada da junção do termo inglês net (que significa “rede”) e o termo “etiqueta” (conjunto de normas de conduta sociais). Então, a Netiqueta é um conjunto de regras nos ajuda no relacionamento com outras pessoas e é sinônimo de respeito, civilidade e gentileza, inclusive no mundo virtual.


Convém ressaltar que a Netiqueta é um conjunto de normas não-oficiais, que não foram estabelecidas por nenhum “mestre” específico no assunto, contudo, vêm sendo disseminadas pelos próprios internautas para uma melhor (e menos rude, grosseira ou inapropriada) interação nas redes sociais.


Portanto, quando for compartilhar nas redes sociais deve considerar certos comportamentos e atentar para certas recomendações no intuito de evitar constrangimentos ou mal entendidos. Para isso ter educação é primordial na “lei do bom convívio virtual”! As gafes na internet são comuns e muitas!
Muito cuidado! Tudo que você compartilha no mundo virtual expressa a sua identidade, personalidade, vontades e anseios, cultura, estilo de vida, conduta e sua educação.
Seguindo a mesma idéia de muitos colegas internautas, o Conexão LiaNagel tentará elaborar um Compêndio de Netiqueta sobre essa questão que, acredita ser muito importante para um profícuo convívio entre os usuários da internet, principalmente das redes sociais.


Guia de etiqueta para a Internet.



“Compêndio de Netiqueta”
Elaborado pelo Conexão Lia Nagel
As redes sociais têm o objetivo de interação. Se você não tem nenhum interesse, contato ou afinidade com o perfil do outro não justifica mantê-lo. 
Cumprimente as pessoas com quem vai conversar. Dizer “bom dia” não é demais.
Mensagens em letras MAIÚSCULAS funcionam como se você estivesse gritando!
Evitar enviar mensagens exclusivamente em maiúsculas, grifos exagerados, ou em HTML. Lembre-se de que o uso de letras maiúsculas só quando quiser intensificar o tom da sua fala. No ambiente virtual, elas significam falar alto ou gritar com o correspondente e isso pode ser mal interpretado.
Não usar recursos de formatação de texto, como cores, tamanho da fonte, tags especiais, etc, em excesso.
Procurar ser o mais claro possível pra não gerar confusão. Evite ruídos de comunicação.
Ninguém é obrigado a usar a norma culta, mas é preciso usar um mínimo de pontuação. Ler um texto sem pontuação, principalmente quando é grande, gera desconforto, e, além disso, as chances dele ser mal interpretado são muitas. Verifique a gramática e a ortografia de seu texto. É desagradável receber mensagens cheias de erros ou sem pontuação correta.
Evite escrever em outro idioma.   O interlocutor pode não ser versado em outras línguas.
Dependendo do destinatário de seu texto, evitar o uso de acrônimos e do “internetês”.
Use com parcimônia abreviaturas, desenhos e emoticons.
Usar sempre a força das idéias e dos argumentos. Nunca responder com palavrões. Palavrão nem pensar.
Evitar enviar mensagens curtas em várias linhas.
Nos textos longos, deixe espaço ou linha em branco para delimitar os parágrafos e organizar o texto.
Usar a funcionalidade de se auto determinar um status ou estado como away, ou ausente, se possível.
Não sair do mensageiro sem se despedir da pessoa com quem está “falando”.
Nas redes sociais, evite transmitir sua agenda pessoal a todos. Determinados compromissos só dizem respeito a você. Use o bom senso.
Evite postar informações irrelevantes sobre o seu dia a dia. Se expor, sem necessidade pode soar egocêntrico da sua parte, além de, mais uma vez, encher o mural de seus colegas com conteúdos pouco interessantes.
Escolha a saudação de acordo com o grau de intimidade e, sempre, assine a sua mensagem.
Ao envolver alguém no assunto ou copiar a mensagem para terceiros, cite o nome do autor original. Se o recurso de cópia oculta quando mandar um e-mail para grupos de sua lista.
Evite encaminhar e-mails para todos os contatos.
Nunca pratique spam.
Não interromper o assunto tratado pela outra pessoa.
Evite repassar piadas, correntes, boatos e vídeos muito longos e textos prontos. Você pode estar entupindo o mural de seu amigo com coisas repetidas, além de ser tachado de inconveniente, chato ou sem opinião. Tenha critério ao republicar conteúdos.
Cuidado com as abreviações ininteligíveis. A outra pessoa pode acabar não entendendo a mensagem
Atenção com o recurso “responder a todos”? Confira antes quem está na lista. Responda a mensagem em até 24 horas. Caso não possa, registre uma mensagem de ausência.
Retorne as confirmações de leitura.
Em fóruns e listas de discussão, deixar o papel de moderador para o próprio moderador.
Utilize um mínimo de pontuação. Textos sem pontuação ocasionam erros de interpretação.
Preserve a segurança de todos, não repasse listas de endereço nem abra anexos de desconhecidos.
Quando estiver numa conversa em chats aguarde a outra pessoa finalizar sua mensagem. Se quiser interromper a conversa, avise e se despeça antes de desligar.
Em chats das redes sociais as abreviações são permitidas, mas deve ter atenção a ortografia e a pontuação. Se o status está ocupado ou ausente, pergunte antes se a pessoa pode e quer comunicar-se. Cuidado ao comunicar com várias pessoas ao mesmo tempo, frases trocadas podem causar uma grande transtorno. Não abuse dos "emotions" e animações em geral. É cansativo!
Não abra e-mail de desconhecidos, pois eles podem conter vírus, que, além de prejudicar seu equipamento, podem roubar senhas pessoais e causar grande prejuízo.
Evite mensagens públicas e recados: se você precisa se dirigir à determinada pessoa, mande um e-mail ou uma mensagem direta.
É bastante comum pessoas marcarem umas às outras em publicações, principalmente no Facebook. Deve-se ter cuidado ao marcar as pessoas, ainda mais se forem marcações indiscriminadas. Isso pode ser tornar inconveniente e, até mesmo, constrangedor quando a marcação envolve algum tipo de cobrança ou outros favores. Esse tipo de comportamento sugere falta de educação e respeito. Lembre-se: se você não falaria em público, então não publique!
Então: Antes de marcar alguém em alguma foto, peça permissão. Afinal, nunca sabemos se a pessoa vai querer se expor naquela situação.
Por exemplo, uma vez que você tirou foto com um amigo, com a concessão dele, está implícito que outras pessoas irão ver. Portanto, nada demais, a não ser que ele peça o contrário ou que a foto seja embaraçosa, você publicá-la no Facebook. Mas, caso você o marque na foto e ele, logo em seguida, desmarque, procure respeitar a vontade da pessoa. Não volte a marcá-lo na mesma foto e, principalmente, pense duas vezes antes de marcar a pessoa novamente numa próxima oportunidade.
Lembre-se que a partir do momento em que você marca alguém, seja numa foto ou num comentário, a pessoa passa a receber notificações por e-mail de todos os comentários seguintes. Evite ser considerado inconveniente em marcar fotos todos os dias, em todos os momentos!
A falta de etiqueta também ocorre na quantidade de mensagens pessoais publicadas por alguns usuários. Ao questionarmos nossos leitores sobre essa mania, todos foram unânimes: ninguém gosta de saber o que os outros estão fazendo a cada momento. É constrangedor e enche o mural com assuntos irrelevantes.
Lembrar que dialogar com alguém através do computador não isenta das regras comuns da sociedade, por exemplo, o respeito ao próximo.
Evitar ser arrogante ou inconveniente.
Jogos e aplicativos são legais, mas pare de ficar mandando convite para esse tipo de coisa dentro da rede social. Cada um tem suas preferências e, provavelmente, já deve conhecer algum joguinho que o agrade.
Evite criar “eventos” para qualquer coisa. Para tudo deve existir limites! Os eventos são ferramentas extremamente úteis para marcarmos encontros com amigos ou mesmo para anunciarmos e convidarmos pessoas para o que a própria seção sugere: eventos. Mas uma tendência chata, ultimamente, tem feito com que as pessoas criem eventos para qualquer coisa, tipo comentar notícias, escrever textos sem pé e nem cabeça ou organizar “marchas virtuais” por causas esdrúxulas. Ativismo de sofá sai pra lá!
Nunca divulgue imagens ou comentários de maneira provocativa, que possam denegrir ou ridicularizar uma pessoa.
Nunca utilize meios de chantagem.
Lembre-se: Chantagem é um ato ou prática imoral ou criminosa que consiste em ameaçar revelar coisas ou informações sobre uma pessoa, a não ser que a pessoa ameaçada cumpra exigências, geralmente para proveito próprio, feitas pelo ameaçador.
Nunca divulgue publicamente seus dados pessoais, pois os dados que podem parecer mais inocentes (como e-mail pessoal, a escola onde estuda, os locais que frequenta) podem servir como base de investigação para pessoas mal intencionadas descobrirem informações mais importantes e utilizá-las em chantagens. Faça um filtro de seus dados divulgando apenas para quem realmente conhece e é amigo na vida real.
Apague recados inconvenientes e não seja um divulgador de "embaraços". Bom senso e gentileza nunca são demais. Cuidado com as polêmicas! 
Apesar de compartilhar apenas virtualmente um ambiente, ninguém é obrigado a suportar ofensas e má educação.
Pense nisso: se você não bate a porta na cara de ninguém que vai te visitar, não deve rejeitar uma pessoa que te adicionou na rede social. Nesse caso, o uso de ferramentas de bloqueio para um conhecido ou manter certos posts em anonimato não faz mal algum. Pelo contrário, é uma ótima forma de garantir discrição e não se expor para pessoas que você não gostaria.
A publicação de fotos é outra questão muito delicada e polêmica. É muito importante que nas redes sociais as pessoas não exponham seus amigos, familiares e, muito menos, a si mesmos. Antes de publicar alguma foto que contenha outra ou outras pessoas, além de você, deve pedir autorização para fazer a publicação.
Ainda que pareça exagero para alguns, para outros, isso faz uma grande diferença.
Existem pessoas que não gostam de ser expostas a outras que não tem nenhum tipo de relacionamento. Respeite a privacidade de cada um!
Outras manias de usuários das redes sociais que estão causando muitos problemas e inconvenientes: “retuítes” constantes e a repetição de informações e brincadeirinhas, ou seja, a alta exposição e irrelevância dos assuntos postados na rede. É essencial e de boa educação que antes de se postar ou publicar qualquer coisa, a pessoa deve avaliar como a mensagem vai “atingir” a outra pessoa.
Se você precisa dar um recado a alguém, cobrar ou até mesmo relembrar algum caso, faça por mensagem privada. Nem sempre a pessoa marcada no post gostaria de compartilhar essas informações com todos os amigos da rede.
Respeitar para ser respeitado. Trate o outro da mesma forma como gostaria de ser tratado e aja com o máximo de respeito.
Resolva brigas e desentendimentos fora das páginas do mundo virtual. Procure diretamente a pessoa/empresa e tente resolver. A exposição pode dificultar ainda mais a solução.
Tenha cuidado ao expor suas opiniões, especialmente sobre assuntos polêmicos. Lembre-se que, diferente de uma discussão ao vivo, suas palavras serão armazenadas por muito tempo e, se você for grosso ou mal educado, todos vão se lembrar disso com frequência.
O perfil deve ser individual, cada um com o seu, com sua senha, sua foto "individual" de rosto e de fácil identificação. Cuidado com informações pessoais, sua segurança e privacidade dependem de você. 
Antes de postar fotos, certifique-se de que não causará constrangimentos para nenhum dos envolvidos. Não preservar a sua privacidade é uma escolha sua, mas a dos outros, não!
Para ter maior privacidade e segurança das suas informações e de seus amigos, aconselho que tenha perfis separados nas redes sociais: um profissional e um pessoal. Separe bem seus interesses e propósitos, selecionando as pessoas que terão acesso a cada um deles. Sua imagem e reputação estão em jogo. Faça o mesmo com os e-mails: um pessoal e um profissional. Todo cuidado com as informações a serem divulgadas é pouco e deve ser redobrado, principalmente em relação ao seu perfil profissional.
Lembre-se de que várias empresas durante o recrutamento e seleção avaliam o perfil do candidato nas redes sociais, como atividades, comunidades e fotos. Outras monitoram seu funcionário pelo e-mail e Msn. Ou seja, sua vida "virtual" deverá estar alinhada com a função a ser desempenhada.
Muito importante: Preste muita atenção na hora de utilizar referências ou materiais de terceiros, principalmente na internet. É indispensável ter muita cautela. Nos dias atuais, com o avanço tecnológico tão crescente e a imensa quantidade de informações que circulam diariamente nos variados meios de comunicação, principalmente as mídias virtuais como, por exemplo, a Internet, a ausência de obstáculos na busca dos assuntos de nosso interesse permite termos acesso fácil e veloz ao que necessitamos. Textos, imagens, vídeos e músicas de terceiros estão disponíveis em qualquer desses veículos de comunicação. No entanto, há de se respeitar a Lei de Direito Autoral e uso de imagem existente. O uso indevido de imagem e apropriação indevida de conteúdo é crime!
No momento em que se produz qualquer conteúdo, podemos nos utilizar de conteúdos de outros autores como referência bibliográfica ou fonte, contudo temos de ter muita prudência e citar essa referência no documento produzido por nós.
Então: respeite a propriedade intelectual, cultural e artística dos outros!

Um alerta!!!!



Se você tem o hábito de passar horas nas redes sociais publicando muitas postagens (marcações, cutucadas, comentários) e se tem um perfil público ou “amigos” que não conhece pessoalmente, cuidado que pode estar despertando a atenção e instigando a curiosidade de todo o tipo de pessoa – com boas ou más intenções. Existem pessoas que passam o dia inteiro vigiando, bisbilhotando, vasculhando, espreitando, espionando contas ou perfis nas redes sociais. São os intitulados como “stalkers” (do verbo "stalk" que significa perseguir, em inglês) perseguidores virtuais da vida alheia. 



Quando a prática de se torna hábito, e o hábito se torna obsessão que extrapola o mundo virtual, você pode estar se deparando com um problema ou ameaça típica de desvios de comportamentos – os compulsivos obsessivos, os psicopatas.


Algumas características do "stalker":
·         Vasculhar diariamente as atividades de amigos nas redes sociais para manter-se bem informado.
·         Bisbilhotar frequentemente os perfis de desconhecidos.
·         Manter contato e tentar interagir com pessoas famosas, celebridades nas redes sociais, mesmo que não as conheça pessoalmente.
·         Descobrir métodos (e tentar driblá-los) de “invadir” bloqueios de álbuns de fotos em redes sociais.
·         Criar uma ou mais contas (perfil) fictícios (“fakes”) como forma de ter maior facilidade de acesso e despistar seus pretensos alvos.




·         Ter conhecimento e habilidade em rastrear informações pessoais de seus alvos como: nome completo, endereço, telefone, e-mail, hábitos e gostos, lugares que frequenta, etc.
·         Participar de comunidades, encontros, eventos de “stalkers” para se manter atualizado sobre novas estratégias, recursos, ferramentas.


Fique atento com o excesso de visitas de pessoas (amigos ou desconhecidos) em seu perfil ou mural!
Portanto, fazendo uma conexão com o tema – Netiqueta: o excesso de postagens, cutucadas, marcações, comentários também pode se tornar um gesto inconveniente, cansativo, grosseiro, inapropriado, uma atitude considerada como falta de educação e respeito.



Lia Nagel


Normas de conduta nos mails, blogs, listas, foruns,etc.

As regras ou normas de boas maneiras na Internet variam de acordo com o tipo de rede, tipo de serviço e nível de acesso, mas geralmente essas regras seguem normas gerais de bom senso, muito úteis para a convivência de milhões de usuários na rede. O uso de correio eletrônico para trocar mensagens com outras pessoas ou para participar de grupos de discussão/newsgroups implica na interação com outras pessoas ligadas a rede.
A ausência da inflexão de voz e da linguagem corporal bem como a natureza impessoal desse meio de comunicação dão origem a uma série de mal-entendidos entre as pessoas, que precisam ser evitados.
A seguir algumas regras fundamentais tanto para o correio eletrônico quanto para as listas de discussão e newsgroups.


Etiqueta para comunicação via e-mail

Antes da Internet dar as caras, a comunicação entre as pessoas era feita, em várias ocasiões, através do correio normal com as cartas. Mas, quando a Internet surgiu, isso se tornou desnecessário, pois o correio eletrônico é muito mais ágil e barato. E, como o email foi baseado no correio convencional, as regras de etiqueta são muito parecidas.

Em primeiro lugar, veja para quem você está enviando o seu e-mail. A linguagem deve ser a mais adequada possível ao seu destinatário. Se for algo extremamente formal, lembre-se de usar os termos adequados à situação, como Vossa Senhoria, por exemplo.


Não seja rude: coloque alguma saudação no início do seu e-mail, como um breve cumprimento — um “Olá” não faz mal a ninguém. Escreva certo, pois é assim que as pessoas verão você enquanto leem a sua mensagem. Já pensou enviar um currículo para uma empresa com uma porção de erros escandalosos? Ninguém nunca contrataria alguém assim. E não se esqueça de uma assinatura ao fim. Um "Obrigado" ou "Atenciosamente" caem bem à situação.


Além disso, evite usar caixa alta, pois dá a impressão de estar gritando. Use opções de texto mais sutis, deixando palavras em negrito ou sublinhadas. E, acima de tudo, se a pessoa não gosta de receber e-mails cheios de PowerPoint, evite. O mesmo serve para o outro lado: não seja rude ao receber correntes e apresentações de slides, apenas comunique que não é do seu agrado.
Para enfatizar frases e palavras use os recursos de _sublinhar_ (colocando palavras ou frases entre sublinhados) e *grifar* (colocando palavras ou frases entre asteriscos).
Use no máximo 70 toques por linha em consideração aos usuários cujos terminais não são capazes de mostrar linhas maiores. Alguns programas de correio apenas aparecem quebrar as linhas, quando na verdade cada parágrafo vira uma linha imensa no terminal dos outros, não podendo ser lido.


Seja claro e objetivo.
Produza textos de leitura fácil.
A maioria das pessoas na Internet vai conhecê-lo(a) somente através do que e de como você escrever, portanto, cuide da correção ortográfica e gramatical.
Separe os parágrafos com linhas em branco.
Considere abordar apenas um assunto por mensagem.
Escolha um título apropriado(relacionado ao assunto tratado na mensagem) para colocar no campo Subject:. Isto é essencial para alguém com uma caixa postal abarrotada decidir se vai ou não ler a sua mensagem ou até mesmo quais irá ler primeiro.
Quando for inevitável uma mensagem mais longa avise na linha de assunto.
Por exemplo: Subject : reunião(msg longa!).
Envie arquivos anexados (attachments) apenas quando solicitado, jamais para listas.


O uso de acentos não é problemático quando a troca de mensagens é realizada entre usuários de plataformas semelhantes com programas e terminais configurados para receber os caracteres especiais acentuados.
Quando participar de uma lista ou fórum de discussão não use acentos.
Procure responder a todas as mensagens pessoais.
Lembre-se de agradecer às pessoas que o ajudarem.
Ao responder mensagens, especialmente em listas de discussão e grupos, deixe claro qual mensagem e quais questões está respondendo.
Não inclua todo o conteúdo da mensagem respondida, deixe o suficiente apenas para indicar os pontos que você está comentando ou a que frase está respondendo.
Por exemplo, se o assunto da mensagem original era :Subject: reunião, verifique que sua resposta apresenta a linha : Subject:Re: reunião. A maioria dos programas de e-mail faz isso automaticamente.


Ao organizar a resposta, procure fazer com que os leitores de sua mensagem vejam primeiro a mensagem a que você está respondendo e logo abaixo sua resposta.
Convencionou-se colocar um sinal de ">" (maior que) no início de cada frase copiada da mensagem original.
"Assinaturas" são informações que podem ser colocadas automaticamente no final de sua mensagem para ajudar os leitores a lhe localizarem.
Evite assinaturas longas demais, com desenhos. Uma assinatura com nome, telefone e fax é geralmente suficiente.
Ao responder mensagens respondidas, as citações ficam com camadas de ">>" em cada linha. Se sua resposta já está incluindo uma terceira ou quarta camada de ">>" temos uma cascata.


É hora de cortar as citações ou pelo menos apagar alguns ">" que estejam a mais.
Preste atenção para usar o comando de resposta(reply) quando for responder a uma mensagem e o comando de encaminhamento(forward) quando estiver somente passando adiante um e-mail. Isso evita confusões e mensagens em cascata.
Sem a inflexão da voz e a linguagem corporal existentes nas comunicações face-a-face, comentários do autor podem ser mal interpretados nas comunicações eletrônicas.

Para compensar esta falta de visualização, a rede desenvolveu símbolos denominados Emoticons ou Smilies.
Os "Emoticons" são ícones formados por parênteses, pontos, vírgulas e outros símbolos do teclado, representam carinhas desenhadas na horizontal e denotam emoções. Use-os com moderação.

Exemplos de Emoticons:

:-) Alegre
:-( Triste, contrariado
;-) Piscada de olho, observação sarcástica
8-) Sorrindo e com óculos escuros
:-x Boca fechada (no sentido de manter segredo)
:-0 Espanto, surpresa
:'-( Chorando
|-) Bocejo, sono
:-D Rindo de você



Etiqueta em mensagens instantâneos

Ao conversar em mensageiros instantâneos, como o Windows Live Messenger (o famigerado Msn), devemos tomar alguns cuidados para nos expressar. Em primeiro lugar — e já citado acima — é extremamente necessário escrever corretamente para não passar uma má impressão aos outros. E isso não inclui só gramática, é preciso saber se expressar também, para que o receptor da mensagem consiga entendê-la.


Para isso, evite utilizar emoticons que substituem palavras. Uma placa que diz “oi”, um rapaz correndo significando “vai” e letras avulsas em forma de emoticons podem comprometer toda a sua mensagem. Nem sempre o sentido vai ser o mesmo e, além disso, são frequentes as vezes em que os emoticons nem sequer abrem para quem os recebe.



Ficar tentando conversar a todo custo com a pessoa, chegando a chamar a atenção várias vezes também é algo um tanto quanto desagradável. Tenha paciência e, se a pessoa tiver condições, ela responderá a sua mensagem. Você pode acabar atrapalhando o trabalho dos outros — ainda mais se o status atual estiver definido como “ocupado” ou “ausente”.
Enviar imagens sem parar e clicar para que o seu contato comece exibição de webcam podem ser mais irritantes do que você imagina. Deixe que a pessoa lhe enviará o convite caso queira aparecer em sua webcam — ou então peça educadamente antes.


Etiqueta para Listas de Discussão
Observe o que acontece na lista por alguns dias antes de postar a primeira mensagem. Assim você não vai repetir o que alguém escreveu antes e nem vai falar de um assunto totalmente fora do conteúdo da lista.
Guarde a mensagem de boas-vindas da lista.
Os primeiros textos que você recebe ao assinar uma lista são instruções sobre como cancelar a assinatura e quais as regras e assuntos permitidos na lista em questão.
Um dos erros mais comuns é pedir subscrição a uma lista enviando mensagem ao endereço da mesma. Neste caso todos os participantes recebem a mensagem.
Para se inscrever deve-se enviar uma mensagem ao endereço do servidor de listas, que tem geralmente o formato:
nome_da_lista-request@lists.inpa.gov.br
Para se inscrever ou para cancelar sua assinatura, escreva a seguinte linha no corpo de uma mensagem com o campo do assunto (Subject: ) em branco.

SUBSCRIBE
(para assinar)
ou

UNSUBSCRIBE
(para cancelar a assinatura)


Não faça afirmações que possam ser interpretadas como posições oficiais, ou propostas de negócio de seu empregador.
Não envie mensagens que dizem apenas "Envie esse programa para mim também!", "Estou de acordo!", "Muito bem!". Participe somente quando tiver alguma contribuição para o desenvolvimento da conversa. Conforme o caso, um e-mail pessoal é muito apropriado.
Muitos "newsgroups" e listas mantêm arquivos chamados FAQs (FrequentlyAskedQuestions), onde pode-se encontrar diversas perguntas já respondidas sobre as normas de participação da lista ou "news", bem como assuntos relacionados aos tópicos principais de discussão. Mantenha sempre essas mensagens de FAQ, no caso de perdê-las, envie e-mail pessoal para a pessoa responsável ou então para algum participante da lista, solicitando uma cópia.
Não espere que seus leitores saibam a diferença entre afirmações sérias e jocosas. Ser irônico é ainda pior. Use indicativos de seu humor, tais como "emoticons" e letras maiúsculas.
Cuidado com mensagens pessoais. Não submeta este tipo de mensagem a "newsgroups" nem listas. Considere a possibilidade de outras pessoas terem acesso a suas informações.
Evite pontos polêmicos ou conduta que provoque a moral, costumes e normas de um determinado grupo. O fato de certo comportamento ser aceito em determinada lista não significa que o será em outras.


Em listas e "newsgroups" não diga coisas como " Por que a gente não fala sobre X?", ou "Quem quer falar sobre X?". O grupo pode ter acabado de sair de uma interminável discussão sobre o assunto.
Não mande para listas de discussão mensagens sem maior sentido como "De acordo", "Apoiado", "Bravo!". Isto é irritante para quem tem o mailbox cheio.
O mesmo vale para "Eu não sei". Se não sabe, não responda.
Não seja agressivo. Ao expressar suas opiniões lembre-se que outras pessoas, com opiniões diferentes, vão ler sua mensagem.
Na língua inglesa usa-se certas expressões apaziguadoras abreviadas, como por exemplo: IMHO - In MyHumbleOpinion-
Na minha humilde opinião. Se você está aborrecido com algo ou com alguém, reflita sobre o assunto antes de tomar uma decisão.
Tente não dizer para alguém nada que você não diria pessoalmente.



Outros exemplos de abreviaturas mais usadas são:
BTW-By The Way-À propósito
GA-GoAhead-Vá em frente
FYI-For YourInformation-Para sua informação
ILY-I Love You -Eu te amo
LOL-Laughing Out Loud-Rindo em voz alta
msg-message-mensagem
OTOH-On The Other Hand-Por outro lado
TIA-Thanks In Advance-Agradecendo antecipadamente


Respeite os "gurus".
Toda lista de discussão e grupo de news tem seus "cabeças brancas", que ganharam o respeito dos outros membros ao longo de anos de discussões.
Basta uma crítica leviana a um destes membros e terá a inimizade de todos os seus amigos e admiradores, provavelmente o grupo inteiro.
Após receber respostas sobre uma consulta feita a uma lista de discussão ou "newsgroups" é de bom tom resumir as respostas recebidas, enviando de volta à lista.
A melhor maneira é juntar num mesmo arquivo toda a informação recebida e enviar para os mesmos destinatários do pedido original. Retire os cabeçalhos, evite duplicar informações e faça um breve relato explicando do que se trata. Não se esqueça de citar as fontes.

Ao responder mensagens, cite sempre a mensagem respondida, indicando "quem" disse "o quê". Ou seja, deixe claro qual mensagem e quais questões está respondendo.


Dezenas de mensagens podem ter chegado entre a mensagem original e sua resposta e, em alguns casos, sua resposta pode chegar antes da pergunta.
Ao responder uma mensagem recebida de uma lista de discussão, o endereço de reply normalmente é o da lista. Caso queira responder somente ao autor da mensagem, verifique seu endereço no campo From: do cabeçalho da mensagem recebida.
Não envie mensagens para uma lista, pedindo para sair da lista.
Se não souber quem é o responsável, "eleja" alguém que tenha enviado uma mensagem para a lista, endereçando um e-mail pessoal pedindo ajuda.
Não envie a mesma mensagem para mais de uma lista ou "newsgroups". Muitas pessoas recebem mensagens por mais de um fórum, consequentemente, receberão mais de uma cópia de seu e-mail.
Ao enviar mensagens para listas ou "newsgroups", esteja certo de que você leu toda a discussão antes de responder, pois pode ser que alguém já tenha dito o que você pretende dizer. Não repita informações.



Durante as suas férias saia das listas que você assina para evitar que, na volta, sua caixa postal esteja muito cheia de mensagens que você, certamente, não terá tempo de ler.
Fazer spam é enviar mensagens por e-mail para dezenas de pessoas, listas ou newsgroups, não importando o assunto da lista, ou o interesse da pessoas destinatárias das mensagens.
A prática de "spamming" não é um mero fator de aborrecimento para os internautas, pois chega a ser prejudicial. Ao espalhar mensagens em diversos pontos de distribuição, muitas pessoas de uma mesma rede podem receber várias cópias, sobrecarregando as caixas de e-mail, entre outros transtornos.
Divulgar produtos ou serviços é arriscar-se a receber "flames"(insultos a outro usuário, normalmente em retaliação a falta de etiqueta e ética por parte deste usuário). Introduza divulgações no contexto da conversa. Enviar divulgação não desejada é uma das formas de spam.




Etiqueta para comentários de sites e fóruns

Em blogs, sites e fóruns de discussão também é necessário ter etiqueta. Caso seja um site de humor, não comente só para dizer que achou sem graça. Além disso, comentários que não contribuem nada, como “Viva, sou o primeiro.” não são muito bem recebidos. E, se você não se interessa pelo assunto, não faça um comentário só para dizer isso.
Caso você queira fazer alguma crítica, faça construtivas, e não destrutivas. Ou seja, não xingue o autor porque encontrou algum erro ou porque o conteúdo está ruim. Dê sugestões para ele melhorar.


E, se você resolver participar de um fórum de discussão que está em outra língua, como inglês, por exemplo, nada mais certo do que usar a língua comum ao local. Ou você gostaria de ver russo em um local em que todos usam o português para se comunicar?

Etiqueta em jogos online

Nos jogos online existem os usuários novatos (os noobs) e os com mais experiência (experts ou pros). Algo muito comum é o preconceito daqueles que têm mais experiência com os novatos, tratando-os mal. Lembre-se, você também já foi novato um dia, então tenha respeito por aqueles que ainda estão aprendendo.


Também existem os cheaters. Esses são, nada mais nada menos, pessoas que usam códigos que alteram o jogo para passar por cima dos outros sem a mínima dificuldade. Roubar para ser melhor que os outros não é legal, e nem educado.


As dez principais regras de etiqueta


1 - Nunca escreva nada numa mensagem de correio eletrônico que não deseje que caia nas bocas do mundo no segundo seguinte ao envio
2 - Não envie correio eletrônico à toa, não faça marketing de olhos fechados, não encha de lixo os destinatários
3 - Lembre-se que do outro lado está sempre alguém que está a pagar o tempo de estar «online», por isso não abuse do tempo do utilizador
4 - Ouça os seus utilizadores/clientes e responda sempre e o mais rápido possível
5 - Encoraje por todos os meios a interatividade na sua «home page»
6 - Mantenha o correio eletrônico interno à sua firma ou rede abaixo dos 50 por cento e o externo sempre acima dos outros 50 por cento
7 - Organize a sua «home page» de acordo com a regra máxima dos três «cliques», não obrigando o utilizador a mais de três operações dessas para atingir o conteúdo que interessa
8 - Evite o calão para entendidos, expresse sempre as suas ideias de um modo claro, simples e com uma linguagem precisa
9 - Procure que a sua «home page» não abuse do tempo e da paciência dos seus utilizadores, não carregue cada página com informação e imagens em excesso
10 - Dê em troca algo à Net. Não seja egoísta. Você também faz parte dela.



Fonte: Lia Nagel; Gloria Kalil; Constanza Pascolato; JaneladaWeb; Eduardo Karasinski; Google; Terra; UOL.




















Lia Nagel.